Reflexões sobre a Mãe de todas as Guerras

Há cem anos terminava o conflito que, como se acreditava, acabaria com todos os outros. “A guerra que acabaria com todas as guerras”, como diziam. Mas foi justamente o oposto. Aquela que terminaria com os horrores das outras, no fim, intensificou todos os outros conflitos posteriores. Sangue e lágrimas, como nunca, seriam derramados no século […]

Leia mais

Esquerdistas: não pegariam em armas?

Isso mesmo que você leu, meu caro esquerdista: pegue em armas! Há um fascista na presidência da república. O quê? Vai dizer que não sabia? Por meses alardearam para quem quisesse ouvir que Jair Bolsonaro era um fascista de marca maior. Compararam-no com Adolf Hitler e Mussolini, disseram que ele traria desgraças e ódio para […]

Leia mais

Votou em Bolsonaro? Vamos estudar História?

Ao declarar o voto e apoiar publicamente o candidato Jair Bolsonaro, muitos escutam a clássica e sonífera crítica: “Vá estudar História!”. Ora, como um estudante de História perto de se graduar, nada mais justo do que me surpreender ao ver esse tipo de atitude… contudo também necessito fazer umas perguntas: estudar o quê? Quem? Quais […]

Leia mais

Então você votará nulo?

Apesar de serem minoritários, ainda existem muitos que irão anular seus votos nesse segundo turno. É, contudo, compreensível alguém não querer dar um voto para o PT (Lula) ou para Jair Bolsonaro? Para responder tal pergunta, será preciso fazer uma comparação entre as duas opções que nos restam. Comecemos pelo PT: O Partido dos trabalhadores […]

Leia mais

Para além das ideologias

Quando pensamos na discussão entre indivíduos pró-Bolsonaro e anti-Bolsonaro ferrenhos, as ideologias dessas pessoas chamam a atenção. “Direita”, “esquerda”, “conservadorismo”, “progressismo”, “nacionalismo”, “globalismo”, podem ser palavras que aparecem nas bocas dos conflitantes com bastante frequência, o que, claro, apenas ajuda a justificar o papel da ideologia nas polêmicas e debates políticos travados pelo país. Contudo, […]

Leia mais

Bolsonaro: um mal necessário?

Talvez a maioria dos leitores do Instituto Liberal tenha votado em candidatos do PSDB desde 2002, ou votou, como eu, desde a última eleição presidencial, esta que (de novo) demonstrou como o Brasil era um fiasco, em matéria de política. De um lado, a presidente que não conseguia formar um silogismo simples e que jogou […]

Leia mais

Os Homens e as moscas

Quanto mais brutal o cheiro, mais as moscas vêm; quanto mais degradado, corrompido, decomposto, mais moscas voam ao redor do lixo; quanto mais infecto, sujo e insalubre, mais as moscas pousam no lixo para comer e, claro, desovar. Esses insetos, apesar de pequenos, podem fazer um tremendo estrago. No livro do Êxodo, a quarta praga […]

Leia mais

Eleições 2018: ou nós, ou eles!

Pense em sua vizinhança, nas pessoas que conhecia perto de sua casa, em seu bairro, em sua rua, ou quem sabe até mesmo em sua antiga escola ou faculdade. Pense no ambiente em que brincou e nos lugares a que ia, nos campos de futebol, nas praças, nas ruas. Esse ambiente, essas pessoas, esses laços […]

Leia mais

O fim da ordem e o banimento do Homem

S. Lewis não precisa de apresentações. Seu legado na literatura, filosofia e teologia ecoam pelo globo nas mentes, mãos e bocas de uma legião de pessoas, porém, infelizmente, ainda é um fato de que ele seja muito mais conhecido por suas obras no campo da fantasia em relação ao universo da crítica e da filosofia. […]

Leia mais

Os problemas da busca pela igualdade (segunda parte)

Se quisermos entender as principais críticas à economia de livre mercado, devemos tratar também das questões históricas: os questionamentos que exemplifiquei na primeira parte dependem de uma comprovação histórica dos pretensos males do livre mercado. Como é claro, ter uma economia livre não significa que essa mesma liberdade não ocasionará mazelas, que não ocorrerá moldagens […]

Leia mais

Os problemas da busca pela igualdade (primeira parte)

Frases como “sou a favor do livre comércio”, “sou a favor da livre iniciativa”, o que significam? Seriam apenas brados em prol daqueles que têm condições de possuírem essa liberdade e essa iniciativa? Livre mercado para quem? No livre mercado, os donos do poder já teriam uma grande vantagem em mãos. Seriam ricos e ficariam […]

Leia mais

Por que a esquerda ainda não perdeu

A esquerda não está morta, não está no chão, não está perdida e desorientada, sem ter um norte para se guiar e sem ter meios para formar uma coalizão. A esquerda está viva e forte, ainda tem todas as cartas na manga: a cultura artística, a mídia, as produções universitárias. As universidades estão pululando de […]

Leia mais

O tal do “Estado católico”

A polêmica das últimas semanas sobre o Estado confessional católico não é, nada mais, nada menos, do que um fruto de uma grande incompreensão de parte dos debatedores sobre o que seria um Estado confessional. Já tive a oportunidade de escrever alguns textos sobre o Estado laico, demonstrando que a laicidade, na verdade, se comporta […]

Leia mais

Um cadáver chamado de “Música Brasileira”

De gustibus et coloribus non est disputandum é um ditado popular que existe desde a Idade Média, e pode ser encontrado em manuais de culinária durante o medievo e a era moderna. Enfim, os medievais já sabiam: gosto não se discute. Mas até que ponto? Se gostos não são discutíveis em absoluto, nada poderia ser […]

Leia mais

E quando perdemos os legados do passado?

Nosso mundo contemporâneo possui várias raízes. Podemos encontrar, inclusive, raízes no distante paleolítico que irão exercer forças e influências até o nosso tempo, contudo cada raiz terá tamanho e peso distinto – se olharmos para o mundo ocidental da atualidade, veremos um emaranhado imenso de influências medievais, e não é para menos: nossas línguas, países […]

Leia mais

Antígona: uma Verdade com mais de 2400 anos

Se a Verdade existe – a própria questão sobre a existência da Verdade é autocontraditória e inútil, porém necessária; certos os sofismas precisam ser combatidos –, ela não pode ter “2400 anos”. Ela é atemporal, transcende e atravessa os tempos e se impõe para todo Homem que já viveu, vive ou viverá; contudo, foi há […]

Leia mais

Em resposta aos meus críticos: Por que insisto tanto no conservadorismo cultural?

Em alguns comentários na página do Facebook do Instituto Liberal, recebo certas críticas bem infundadas ou, até mesmo, bem infantis sobre meu trabalho neste site. Alguns de meus artigos tratam de economia (de fato são apologéticos ao liberalismo econômico), mas se comparados aos que se referem à cultura – onde sou, de modo bem evidente, um […]

Leia mais

As consequências da perda do espírito natalino

Ano da Graça de 2016: 25 de Dezembro, o segundo milésimo décimo sexto Natal da humanidade. Criado como parte de um rito cristão, em uma tentativa (bem sucedida, aliás) de cristianizar o tempo, o calendário Juliano (o nosso calendário nem Juliano é mais, mas sim Gregoriano, do Papa Gregório XIII) foi recheado de festas, dias […]

Leia mais

A Lâmpada de Diógenes para encontrar um multiculturalista honesto

Diógenes, o Cão, era conhecido por sua “filosofia” e sua ascese bizarras. Como o maior representante da Escola Cínica, na Grécia Antiga, ele acreditava que, para ser feliz e alcançar sua verdadeira natureza, seu verdadeiro eu, o Homem necessitaria ser autárquico, ou seja: deveria mandar em si mesmo, não obstante as necessidades sociais e biológicas […]

Leia mais

A História, a Economia e a Realidade

O que é a História? A História é o passado, aquilo que ficou marcado pelo tempo, embora o termo também possa ser usado para tratar do passado do meio em que vivemos e seu estudo pode ser feito de diversas maneiras. Com o estudo historiográfico, por exemplo, podemos apreender como um povo, ou uma pessoa, […]

Leia mais

Humanidade: atomismo e coletividade

Tratando de fatos concretos: o que, grosso modo, a Humanidade é? Como ela se porta e comporta no mudo sensível, como é a forma que os Homens têm? Somos animais solitários, com encontros temporários ou esporádicos, para a reprodução e a criação dos filhos, como os tigres? Somos seres coletivos, isso é evidente. Vivemos, desde […]

Leia mais

A esquerda sempre fracassa, pois é movida por ideologias fictícias

A esquerda não pode “estar no poder”. Esta não funciona, retoricamente, fora de uma oposição, seja real ou imaginária; os “gritos” pela ordem, pela democracia, pelo poder, pela mudança, funcionam muito melhor quando não se está no poder – e isto é uma característica que transcende as noções de esquerda e direita, contudo, a dependência […]

Leia mais