Eduardo Paes precisa parar de patrocinar ataques à Operação Lava-Jato

BERNARDO SANTORO e LEANDRO MELLO FROTA* O último grande bastião de resistência de Lula e de ataque à Operação Lava-Jato é o Deputado Federal Wadih Damous, do PT do Rio. Wadih Damous é ex-presidente da OAB/RJ e padrinho político do atual, Felipe Santa Cruz. Atua como Deputado Federal e é o principal perseguidor de Sérgio Moro […]

BERNARDO SANTORO e LEANDRO MELLO FROTA*

O último grande bastião de resistência de Lula e de ataque à Operação Lava-Jato é o Deputado Federal Wadih Damous, do PT do Rio.

Wadih Damous é ex-presidente da OAB/RJ e padrinho político do atual, Felipe Santa Cruz. Atua como Deputado Federal e é o principal perseguidor de Sérgio Moro no Congresso.

Mas vocês sabiam que Wadih Damous não foi eleito? Sim, ele é suplente. E virou Deputado devido a um CONLUIO entre Eduardo Paes e o criminoso ex-Presidente Lula.

A pedido de Lula, Eduardo Paes deu a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Solidário para um dos deputados titulares do PT, Fabiano Horta, abrindo vaga para Damous difamar Sergio Moro. Logo abaixo, reportagens sobre o tema.

paes acoberta

E é pura difamação mesmo. Sem argumentos concretos, todo o tipo de mentira vale. Hoje mesmo, Damous declarou na Veja que Lula foi sequestrado pela Polícia Federal e que o expediente de condução coercitiva é ilegal se o investigado não se recusa a depor voluntariamente.

Mas é o que Lula tem feito desde o começo da semana, inclusive tentando buscar na justiça o direito de não colaborar com a investigação criminal, como se vê abaixo.

wadih damous mentiroso

Até quando Eduardo Paes e seu grupo político, incluso aí o pré-candidato a Prefeito Pedro Paulo, continuarão a patrocinar a bandalheira petista que destruiu o Brasil?

Dia 13/03 isso será denunciado na maior manifestação cívica da história do país. E nós, o povo, vamos cobrar. O Instituto Liberal do Rio de Janeiro pugna pela imediata destituição do Secretário Fabiano Horta, seu retorno ao Congresso e consequente fim dos ataques petistas, via Wadih Damous, à operação que está saneando o Brasil.

 

*BERNARDO SANTORO é Diretor-Executivo do Instituto Liberal.

*LEANDRO MELLO FROTA é Diretor-Jurídico do Instituto Liberal.

Gostou do texto? Ajude o Instituto Liberal e Instituto Liberal no Patreon!