Uma UPP para todos

Lula no Cantagalo-Pavão-Pavãozinho

ARTHUR CHAGAS DINIZ* O Governo alardeia o sucesso da implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) em diversas favelas do Rio. Sim, é verdade que os moradores destas comunidades não correm mais o risco de tiroteios entre traficantes e policiais. Como a implantação de uma UPP é sempre alardeada e o BOPE vai na frente, […]

ARTHUR CHAGAS DINIZ*

Lula no Cantagalo-Pavão-PavãozinhoO Governo alardeia o sucesso da implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) em diversas favelas do Rio. Sim, é verdade que os moradores destas comunidades não correm mais o risco de tiroteios entre traficantes e policiais. Como a implantação de uma UPP é sempre alardeada e o BOPE vai na frente, os bandidos e traficantes saem antes. Com o aumento do número de UPPs, a bandidagem está se vendo cada vez mais limitada. Descem os morros e vêm para a rua. Até aí, tudo esperado. O que não se esperava é a coordenação das quadrilhas visando intimidar os cidadãos de bem, criando uma atmosfera de terror. Quem tem que usar as vias expressas de acesso ao Rio, a Linha Vermelha e a Linha Amarela ou a Avenida Brasil, sai de casa com a sensação do perigo iminente.

Já é hora do PT (que governa o Brasil e, indiretamente, o Rio) usar todo o conhecimento que adquiriu em seus contatos (Foro de São Paulo) com as FARC. Elas sabem como foram forçadas a sair de Caracas e das grandes cidades e a migrar para a selva.

Marco Aurélio (Top-Top) Garcia pode e deve assessorar o governo do Rio em busca de soluções mais enérgicas do que simplesmente colocar a PM na rua. O principal inimigo da sociedade brasileira não são nossos vizinhos. É hora de dar ao Exército e ao Corpo de Fuzileiros poder de polícia, ainda mais porque a Polícia Militar do estado está carregada de gente processada por crimes comuns e o Estado ainda olha as milícias como “second best”.

Os bandidos têm atuado, até agora, com uma invejável coordenação e eficiência. Nenhum dos envolvidos em incêndio de ônibus ou assaltos a automóveis foi detido ou preso. É preciso que as ligações criadas entre PT e FARC tenham, afinal, uma utilidade para o País. Nós temos, até mesmo, acolhido ex guerrilheiros desse exército narcoterrorista como asilados políticos.

*PRESIDENTE DO INSTITUTO LIBERAL

[Comentário do dia 24.11.2010]

** O Globo, p. 01, 24-11-2010

Gostou do texto? Ajude o Instituto Liberal e Instituto Liberal no Patreon!