fbpx

Ronald Coase e os insights que outros notáveis não tiveram

LIGIA FILGUEIRAS*

Coase_Ronald_2011_wikipediaNa última segunda-feira foi noticiado o falecimento do Nobel de Economia Ronald Coase. Para os familiarizados com seu trabalho, a data registra uma sensação de perda e, ao mesmo tempo, de um saldo precioso para o conhecimento e a atividade humana. Coase nos deixou um importante legado, com seus insights sobre questões da ação humana e a intervenção do governo na tentativa de administrá-las que influenciam a atividade econômica e até os conflitos interpessoais, via de regra com maus resultados.

Segundo Jim Powel, ele “teve um profundo impacto na economia. Impacto produzido quase que exclusivamente por dois de seus artigos, um dos quais foi publicado quando ele tinha vinte e sete anos de idade. O outro foi publicado vinte e três anos mais tarde.” 

A biografia e as explicações sobre este legado estão no link mais abaixo. Em resumo, adiantamos que Coase nos chama a atenção para os seguintes aspectos da organização social:

  • direitos de propriedade bem definidos superam os entraves ao bom funcionamento do mercado
  • por que as firmas existem? R: em razão dos custos de transação
  • quando a intervenção do governo é pior para as partes do que os custos de transação
  • se não houver custos de transação, não importa a qual das partes a lei atribui direitos e obrigações
  • a desnecessidade de bens públicos
  • a relação entre a lei, a propriedade intelectual e o desenvolvimento econômico

Biografia de Ronald Coasepor JIM POWELL

O pensamento de Coase pode ser conhecido, ao lado do de outros economistas importantes, no livro  Living Economics: Yesterday, Today, and Tomorrow [Economia viva: ontem hoje e amanhã], de Peter J. Boettke.

Coase criou em 1958 o respeitado Journal of Law & Economics, junto com Aaron Director, fundador de um novo campo do conhecimento em que a Economia e o Direito se intersectam.

Sobre a importância dos direitos de propriedade, veja também em: Direitos de Propriedade – A chave para o desenvolvimento econômico, por Gerald P. O’Driscoll Jr. e Lee Hoskins.

Sobre regulação, veja em: O Cidadão e o Estado – Ensaios sobre Regulação, por George J. Stigler , condensado por Roberto Fendt.

* JORNALISTA

[divide]

imagem: Wikipédia

Instituto Liberal

Instituto Liberal

O Instituto Liberal é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a pesquisa, produção e divulgação de idéias, teorias e conceitos que revelam as vantagens de uma sociedade organizada com base em uma ordem liberal.