fbpx

Questão de lógica

 ARTHUR CHAGAS DINIZ*

O ministro Guido Mantega nunca me pareceu um profissional particularmente brilhante. Não há, no entanto, como deixar de reconhecer que ele é um ministro particularmente útil quando se trata de servir a uma personalidade tão dominante quanto a presidente Rousseff. As afirmações de Dilma e sua convicção de certeza especialmente na área econômica não podem prescindir de um ministro submisso e disposto a conferir aval técnico às intervenções ditatoriais da Presidente.

Agora, em sua mais recente intervenção, ele dá total razão ao recém-eleito François Hollande no que se refere à solução para blindar a economia francesa contra a decadência econômica europeia. Ao contrário da Grécia e Itália, Hollande não acredita na austeridade como remédio para a depressão.

Bem, basta Hollande anunciar que a austeridade não seria o caminho para a retomada francesa que Mantega já o cumprimenta pelo sucesso. Ora, Hollande ainda está assumindo e Mantega já se congratula pelos resultados obtidos pela futura gestão do francês. No mínimo, carece de um mínimo de lógica.

Aliás, é falta de lógica o que vem fazendo cair o valor do fluxo de investimentos estrangeiros na BOVESPA. Quando o viés político em decisões de natureza econômica passa a dominar as decisões do governo, eles (investidores) começam a duvidar. Uma simples questão de lógica.

* PRESIDENTE DO INSTITUTO LIBERAL

REF. IMAGEM: WIKIPEDIA

As opiniões emitidas na Série PONTO DE VISTA são de responsabilidade exclusiva do signatário, não correspondendo, necessariamente, ao ponto de vista do Instituto Liberal.

 O conteúdo do artigo pode ser reproduzido uma vez citada a fonte.

 INSTITUTO LIBERAL
www.institutoliberal.org.br
Instituto Liberal

Instituto Liberal

O Instituto Liberal é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a pesquisa, produção e divulgação de idéias, teorias e conceitos que revelam as vantagens de uma sociedade organizada com base em uma ordem liberal.