fbpx

Quanto vale ser presidente do PT?

BERNARDO SANTORO*

Deu no Globo: “Esta é a denúncia mais grave desde o mensalão. O deputado Henrique Fontana (PT-RS) acusa que há compra de votos na eleição para presidente do PT. “Desconfio de pagamento coletivo. Uma pessoa pagou para um grupo e isso é voto de cabresto”, diz. Ele conta: “184.893 filiados estavam aptos a votar em 28/8. Ontem, eram 780 mil os filiados que estavam em dia com a tesouraria”.”

Quanto vale ser presidente do PT? Essa é a pergunta de alguns bilhões de reais.

O PT é hoje o partido de maior pujança econômica do país. O Brasil tem algo em torno de 600.000 cargos comissionados de livre nomeação, sendo cerca de 20.000 no governo federal, 80.000 nos estados e 500.000 nos municípios. Como o partido tem na mão a máquina federal, cinco governos estaduais e mais de seiscentas prefeituras, além de deputados, senadores e vereadores, é possível especular que o PT controle pelo menos 100.000 desses cargos comissionados, com imenso custo de salário e estrutura.

Além disso, esses cargos representam poder, orçamentos, verbas públicas e licitações. Vamos refletir sobre isso: cada carguinho desse tem alguma parcela de poder, por menor que seja, e algum nível de potencial de tráfico de influência. Se a base de cálculo do volume de dinheiro que esses cargos representam tem como base o número de 100.000, é extraordinário o poder econômico do PT.

Não é à toa que o colunista do Globo tenha falado em “maior escândalo desde o mensalão”. Se a corrente majoritária atual do partido está comprando votos para se manter na cúpula, está fazendo isso com que dinheiro? Certamente vem do poder e do orçamento desses 100.000 cargos, afinal, dinheiro não brota em árvore, e, convenhamos, é preciso MUITO dinheiro para poder comprar 600.000 pessoas, número trabalhado pelo colunista do Globo.

É o nosso dinheiro usado todo dia para interesses escusos.

*DIRETOR DO INSTITUTO LIBERAL

Instituto Liberal

Instituto Liberal

O Instituto Liberal é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a pesquisa, produção e divulgação de idéias, teorias e conceitos que revelam as vantagens de uma sociedade organizada com base em uma ordem liberal.