O desejo do jovem é o desejo de mudanças

JOSE NAZAR *

O Brasil vai mostrar a sua cara? Isso vai depender  dos gritos dos “jovens” nas ruas. O desejo do jovem é desejo de mudanças!

Por isso mesmo, jovem, manifeste-se com firmeza e persistência mas, também, com moderação. Diga sim às manifestações e não à violência! A polícia faz parte do povo brasileiro. Claro está que ela se esqueceu disso para realizar sua função porque, nesse lugar, ela deve obedecer ordens, além de agir em nome de suas decepções como povo oprimido; quer dizer que ela bate na sua miséria, no seu despreparo, na sua impossibilidade de alcançar o lugar que vê os jovens desfrutando. Ou seja, batendo no povo, metaforicamente, ela bate em quem ela gostaria de fato de espancar: os governos corruptos! Portanto, jovem e policial, aprendam a fazer um bom uso da realidade. A polícia deve proteger os manifestantes e o jovem deve respeitar os limites de suas reivindicações no trato com os bens públicos, dos quais todos precisamos no cotidiano.

A figura do pai é a base de sustentação tanto de uma estrutura familiar quanto de uma nação. Pai é limite, é discernimento, é lei.   Pai é respeito! É a função paterna que introduz os limites da realidade de cada um e quando isso falta, o caos se instala. Vejam o que acontece onde a figura do pai não encontra representação na fala da mãe, onde ele está ausente, onde nada nem ninguém pode acolher o desamparo que, afinal, é o fundo de cena de todo indivíduo. A corrupção denuncia a inoperância da função paterna, seja no cunho privado ou público. Um pai que não mantém sua dignidade diante dos filhos, um governante que é obsceno em seu cargo, tanto um quanto outro promove a ruptura dos laços simbólicos e civilizatórios: isso é a corrupção!

Leia também:  A constituição brasileira é uma peça de ficção típica dos socialistas

Quando a função paterna falha podemos ter filhos doentes, problemáticos, que não avançam na vida. Por quê é deste lugar que emana a liberdade de escolha, a determinação e a força para errar em nome próprio pois, é tropeçando que se tem a chance de acertar. O nascimento do desejo é fruto da proibição com a manutenção da margem de liberdade no horizonte. Se arrancarmos de um sujeito a possibilidade de transgredir com responsabilidade, em nome dessa liberdade, tiramos dele a chance de crescer com a dignidade de suas convicções. Isso vale para famílias, escolas, instituições privadas e públicas. Isso vale fundamentalmente para os governos, já que a repressão é o cúmulo da arrogância em supor que se é a lei, ao invés de legislar em nome do sagrado da lei.

Leia também:  O Brasil na armadilha do atraso

O bom governo é aquele que conhece os limites de sua ação, quer dizer que, tal como disse o Papa Francisco: “O Papa só é argentino porque Deus é brasileiro!” Metáfora interessante para ilustrar o caráter simbólico de uma função onde aquele que a ocupa não produz excessos. Ele disse, também, que “ele mesmo já cometeu muitos pecados, mas que Deus é misericordioso”. Talvez pudéssemos interpretar essas afirmações, da seguinte maneira: na cabeça de cada um de nós há uma função simbólica do pai, à qual todos estamos submetidos. Quem quer que venha ocupar esse lugar jamais poderá querer se igualar à essa função. A função paterna é a realidade operante, na vida de cada um.

Portanto, jovem, nada é gratuito na vida, muito menos um prato de comida: não existe “almoço grátis”!

Leia também:  Os gastos com o Congresso Nacional

Na história do Brasil e de seus governantes evidenciou-se a carência de alguém que pudesse encarnar a figura de um à altura de sua função. Desde sua colonização, nosso País sofre os efeitos dessa precariedade dos homens dignos na condução da coisa pública. A crise brasileira tem como nome a decadência dos valores éticos e morais. Somente o estabelecimento da lei em toda a sua grandeza e generosidade poderá colocar o país no caminho de verdadeiro progresso. Assim está escrito no lema de nossa bandeira, tão aclamado pelos jovens nas ruas: “ordem e progresso”! E isso necessita vigorar, a partir da esfera maior do governo federal: a Presidência da República e o Congresso Nacional! A Educação é a base, mas a ética e a moral são seus pilares de sustentação.

* PSIQUIATRA E PSICANALISTA DA ESCOLA LACANIANA DE PSICANÁLISE

Ajude o Instituto Liberal no Patreon!
Instituto Liberal

Instituto Liberal

O Instituto Liberal é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a pesquisa, produção e divulgação de idéias, teorias e conceitos que revelam as vantagens de uma sociedade organizada com base em uma ordem liberal.