É hora de mudar

O histórico das maiores epidemias mundiais nos mostra o gatilho da mudança. Após epidemias, grandes transformações geraram desenvolvimento e modificação do status quo. A peste bubônica, no século quatorze, auxiliou a desmoronar o sistema feudal e desenvolveu uma economia mais moderna na Europa Ocidental. A febre amarela possibilitou a liberdade do Haiti perante a colonizadora França. Muitos são os exemplos de adaptação pós-epidemia, mas o que a COVID-19 vai transformar nos tempos atuais?

A forma de trabalho é a mudança mais clara. O formato de trabalho remoto, home office, vinha ganhando força nos últimos anos, mas não possuía tanta aceitação no Brasil quanto em outros países. Muitas empresas tradicionais acreditavam que tal modelo funcionava apenas para startups e não para os seus negócios. O coronavírus acelerou a adaptação desse modelo, por meio de trabalhos integralmente remotos, rotinas mistas, remotas e presenciais, e horários flexíveis. Após a epidemia, muitas funções e atividades terão seu formato repensado.

Uma área em que muitos não acreditavam na mudança é o poder público brasileiro. Utilizando a câmara dos deputados como exemplo, em 2019, os deputados federais gastaram R$ 7.088.189,98 com auxílio moradia e R$ 6.346.543,41 em viagens, de acordo com o Portal da Transparência da Câmara dos Deputados. Os deputados estão trabalhando de forma remota, possibilitando até um sistema de deliberação remota nas sessões. O coronavírus mostrou que a forma de trabalho no setor público pode ser alterada e que não necessitamos da estrutura e os gastos que o Estado possui atualmente.

Por mais simples que pareça a mudança do trabalho remoto, ela acarreta diversos efeitos positivos. Impacta no trânsito e na mobilidade, reduzindo o número de pessoas circulando em horários específicos para o trabalho. A produtividade do brasileiro iria melhorar, pois 71% dos trabalhadores acreditam que o tempo gasto até o trabalho tem impacto direto no rendimento, de acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos. A poluição iria reduzir, pois ocorreria a redução de número de veículos circulantes.

Esse é o momento da mudança. A epidemia nos mostrou que vários serviços, mercados e produtos serão adaptados. Não podemos voltar ao modelo imposto até hoje, sendo que o novo é mais viável. É a hora de aproveitar, mudar para melhor e desenvolver, sair do status quo atual e implementar novos modelos.

*Yuri Lopes é associado do Instituto Líderes do Amanhã. 

Instituto Liberal

Instituto Liberal

O Instituto Liberal é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a pesquisa, produção e divulgação de idéias, teorias e conceitos que revelam as vantagens de uma sociedade organizada com base em uma ordem liberal.