fbpx

É engraçado porque ele é gordo

Gordofobianão

Heitor Machado*

Vou contar uma coisa para vocês, por texto não fica exatamente muito claro, mas sou gordo. Sou gordo desde que me entendo por gente e talvez até um pouco antes. Na verdade meus pais me arrastavam para endocrinologistas, nutricionistas, e eu até emagrecia mas parece que o tecido adiposo gosta de mim e sempre voltava para o seu indevido lugar. Durante meus quase 27 anos, fui muito mais gordo que magro. E isso não é exatamente negativo.

Tem lá o seu charme, quem não ri de um gordo? Qual gordo não vira ponto de referência? “Aonde fica a rua Tal?” “Bem ali na esquina, aonde está aquele gordinho” Até eu rio de gordo, o fato de ser não me excluí do grupo que pode brincar com outra pessoa fofa. E mais, nunca me senti ofendido por ser chamado de Baleia, Boneco da Michelin, Rolha de poço, Suíno, Elefante, Butijão de gás, Gigante, Saco de Batata, entre outros. Eu poderia ficar um parágrafo inteiro recitando palavrões de gordo. Mas não é exatamente esse o nosso assunto.

Nessas quase 3 décadas de gordo, também ganhei muitos amigos e nunca os perdi por conta dessas brincadeiras. Do meu grupo de melhores amigos, eu ainda me dou bem, já que não sou o mais gordo (ainda), e posso tirar um sarro do camarada: “Você já se pesa em arrobas”. Na vida em sociedade você tem 2 opções, ou leva na esportiva ou perde os amigos. Como diz o filósofo Felipe Pondé, o politicamente conveniente me dá sono, e não tiro uma vírgula disso. Na escolha entre a comédia e a tragédia, eu fico com o bullying saudável. Eu acredito que muito em breve, com a quase exclusão das brincadeiras, o bullying como insistem em chamar, o mundo vai ficar mais chato que nunca.

Há outro ponto, eu e você (caso seja gordo), somos por opção. Eu escolho ser gordo porque invisto meu tempo em outras coisas que dou mais importância hoje, como deitar no sofá com uma caixa de bombom, por exemplo. Ahhhh mas não é saudável, “Ora, Heitor, você vai morrer cedo e não vai poder aproveitar a vida”. Eu aproveito a vida, magrinho! Você acha mesmo que eu não sei disso? O dia que eu quiser ser magro, vou para uma academia mas, nesse momento, quando estou com fome, vou a uma churrascaria.

Parece difícil defender gordos felizes, e o caso é que existem bolotas satisfeitos e gordinhos insatisfeitos. Aqueles que ficam tristes, fiquem à vontade para emagrecer. Mas por favor, não gaste saliva comigo, pois eu gosto da gordurinha da picanha! E não sou hipócrita de falar que não é legal ser sarado, só não está nas minhas prioridades. Prefiro uma lasanha a um hambúrguer vegetariano, desculpe-me mas a gula é o mais delicioso dos pecados.

Ser gordo é legal? Não sei, pra mim é. É engraçado? COM CERTEZA! E é necessário que se entenda que existem fatores fisiológicos como a tireóide mas também há a escolha. Liberdade é o poder de fazer escolhas, e eu escolhi ser gordo até quando tiver a prioridade de não ser mais. E estou satisfeito com isso nesse momento, e causo boas risadas nos outros por esse fato, Jô Soares fez carreira assim. Existe, no entanto, uma demonização atual do gordo. Não fosse pelas cruzes de madeira que quebrariam, com certeza crucificariam os irmãos de barriga. Não acredito que estou “destruindo o meu templo, que é o meu corpo”, estou apenas investindo em outra parte dele. Mas esse mainstream me nina. Que preguiça!

Vamos fazer um trato, magro? Você ri do gordo, ele te faz feliz e todos saem ganhando, é o famoso ganha-ganha do processo de negociação. Ou então achem os gordos coitados e sintam pena dele. Mas lembre-se que pena não é produto milagroso de emagrecimento de canal de televenda, ela não é efetiva.

Amigo gordo, agora você! Fique feliz com sua escolha e permaneça gordo até quando quiser ou então tenha vergonha na cara e mude. Mas mude por que você quer a mudança, não para agradar o politicamente conveniente. Ele dá sono, e muito mais sono que a obesidade mórbida.

Empreendendo*

Instituto Liberal

Instituto Liberal

O Instituto Liberal é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a pesquisa, produção e divulgação de idéias, teorias e conceitos que revelam as vantagens de uma sociedade organizada com base em uma ordem liberal.