fbpx

Quadragésimo segundo mês do NFL: David Hume

Print Friendly, PDF & Email

Instituto Liberal, o Instituto Liberal do Nordeste, Instituto Libercracia e a Sociedade Tocqueville, em parceria, utilizando as ferramentas que as redes sociais nos proporcionam, organizam reuniões virtuais, integralmente abertas ao público, para debater textos dos mais importantes autores nacionais e internacionais dentro do espectro liberal. O nome do projeto é “Núcleo de Formação Liberal” (NFL).

A intenção do projeto é que os debates e reflexões se concentrem o mais exclusivamente possível na obra dos autores, para qualificar a formação do pensamento de nossos ativistas e lideranças nos diversos setores da sociedade. Todas as reuniões são baseadas em trechos ou capítulos de obras, previamente divulgados. Um ou dois relatores se encarregam de fazer uma explanação a respeito dos trechos selecionados, seguida de um debate com apontamentos dos representantes dos institutos responsáveis pela iniciativa e a participação do público.

Depois de Friedrich Hayek, Joaquim Nabuco, Edmund Burke, Roberto Campos, Ludwig von Mises, José Guilherme Merquior e Thomas Sowell (ao longo de 2020), além de um encontro de revisão em janeiro, estudamos em 2021 Ayn Rand, Antonio Paim, Murray Rothbard, Ubiratan Borges de Macedo, José Ortega y Gasset, José Osvaldo de Meira Penna, John Stuart Mill, Tavares Bastos, Milton Friedman e Rui Barbosa. Em 2022, foram abordados John Locke, Visconde do Uruguai, Adam Smith, Frei Caneca, Alexis de Tocqueville, Miguel Reale, Henry David Thoreau, a presença do liberalismo na Independência do Brasil e Hans-Hermann Hoppe e Eugênio Gudin. Em 2023, estudamos os livros “Evolução Histórica do Liberalismo” e “História do Liberalismo Brasileiro”, os temas “Constitucionalismo” e “Positivismo”, Carlos Lacerda, os Fundadores do Instituto Liberal, Frédéric Bastiat, Benjamin Constant, Raymond Aron e Isaiah Berlin. Na temporada de 2024, estudamos o tema “História do autoritarismo no Brasil”, a Constituição brasileira de 1824, as distopias e Karl Marx. Neste mês de junho, estudamos a vida e obra de David Hume (1711-1776).

21/06 – Of Justice; Ensaios morais, políticos e literários (David Hume) – 20h 

O encontro reuniu Lucas Berlanza (Instituto Liberal), Josesito Padilha (Instituto Liberal do Nordeste) e o professor Alberto Oliva, que se encarregou da relatoria. Após uma breve apresentação biográfica do pensador escocês feita por Lucas Berlanza, situando Hume como um dos três pilares do Empirismo (ao lado de Locke e Berkeley), no campo da Epistemologia, e como representante do Iluminismo escocês, ao lado de Adam Smith (seu amigo e admirador) e Edmund Burke (com quem exibia semelhanças, apesar de também diferenças).

O professor Oliva enfatizou a abordagem não-prescritiva ou normativista da abordagem humeana, que rejeita a pretensão rousseauniana de “endireitar” as opiniões. Destacou a opinião como base do poder na leitura humeana e realçou a importância do hábito e da convenção para o desenvolvimento das instituições e o encaminhamento das ideias na visão do filósofo.

Também realçou-se sua crítica, por meio de um experimento mental, à hipótese de uma sociedade calcada em um igualitarismo extremado, o que poderia ser visto como uma antevisão dos problemas que seriam concretamente experimentados pelo chamado “socialismo real” cerca de dois séculos depois.

Na fase interativa, discutiram-se as aplicações da temática da opinião como base no poder em uma época de ascensão da inteligência artificial. Igualmente, provocou-se uma discussão sobre a questão do hábito, a consideração da propriedade privada como uma “convenção” e não um direito natural (uma divergência clara entre Hume e Locke) e, mais uma vez, a ausência de qualquer caráter normativo na obra do autor.

Faça uma doação para o Instituto Liberal. Realize um PIX com o valor que desejar. Você poderá copiar a chave PIX ou escanear o QR Code abaixo:

Copie a chave PIX do IL:

28.014.876/0001-06

Escaneie o QR Code abaixo:

Instituto Liberal

Instituto Liberal

O Instituto Liberal trabalha para promover a pesquisa, a produção e a divulgação de ideias, teorias e conceitos sobre as vantagens de uma sociedade baseada: no Estado de direito, no plano jurídico; na democracia representativa, no plano político; na economia de mercado, no plano econômico; na descentralização do poder, no plano administrativo.

Pular para o conteúdo