fbpx

Guia Rápido Para o Pensamento Livre

Print Friendly, PDF & Email

Ideias, e somente ideias, podem iluminar a escuridão. Essa era a opinião de Ludwig von Mises, um dos maiores liberais de todos os tempos, e é o que norteia as ações e a própria existência do Instituto Liberal (IL). Ideias têm consequências, muitas vezes drásticas, algumas outras alvissareiras. Elas podem fazer a diferença entre uma sociedade livre e próspera e outra escrava e miserável. É por isso que nos comprometemos tanto com a divulgação das boas ideias.

E o IL tem feito bem sua parte. Como o instituto com viés liberal mais antigo do país, fundado na década de 1980, o IL tem sido peça fundamental no renascimento e no avanço do movimento liberal que tem ocorrido no Brasil. Claro que a fadiga da esquerda no poder, após mais de uma década de estragos causados por ideias equivocadas, ajudou muito no interesse por uma visão alternativa de mundo. Mas, não estivesse o IL preparado, resistindo ao coletivismo e lutando de forma incansável pela liberdade individual, talvez esse vácuo deixado pelo desgaste da esquerda fosse ocupado por algo diferente, antiliberal.

Para parafrasear um líder populista, “nunca antes na história deste país” houve tanta oportunidade para as ideias liberais. O povo está cansado de políticos que prometem, prometem, e não entregam nada – ou, por outra: entregam algo diametralmente oposto ao que prometeram. A população está saturada de intervencionismo, da burocracia asfixiante e dos impostos escorchantes. A inflação causada pelo “desenvolvimentismo” corrói o salário dos trabalhadores, daqueles que ainda conseguiram preservar seus empregos. O próprio desemprego assola a nação. E tudo isso foi obra do esquerdismo.

Nós, do IL, estávamos lá, desde o começo apontando os erros, mostrando os equívocos e oferecendo soluções. Foi um trabalho hercúleo de poucos indivíduos cientes de seu dever cívico e apaixonados pela liberdade, com parcos recursos, mas tentando fazer a diferença. Esses colaboradores representam os honrosos soldados que se expõem voluntariamente na frente de batalha pelos demais. Nossos mantenedores foram heróis nessa guerra também, acreditando em nosso trabalho e apostando nos bons resultados. Pois, eles estão aí, podem ser observados por todos.

Há um crescente movimento liberal que ganha força no país, especialmente nas alas mais jovens. Camisas de Mises, frases de Milton Friedman e livros de Ayn Rand ficam cada vez mais populares nas universidades, ao contrário das camisetas de Che Guevara. Ser de esquerda está deixando de ser popular ou algo de vanguarda, para se tornar apenas ultrapassado, meio patético até. O monopólio das virtudes imposto pela esquerda está em xeque, se esvanecendo. Os liberais conquistam espaços novos.

Claro que a guerra está muito longe de ser vencida. Ao contrário: são infinitos os obstáculos ainda. A cultura nacional não é favorável aos valores liberais, o empreendedor ainda é visto por muitos como um explorador, o lucro como pecado e o estado como salvação. Mas, aos poucos, isso tem mudado. Indivíduos podem fazer grande diferença, como atestam experiências de outros países.

Munidos da artilharia certa, preparados e com embasamento teórico, novas lideranças surgem para desafiar o status quo estatizante e pregar a mensagem liberal. São os ventos de mudança que sopram uma lufada de ar fresco após tanto tempo de hegemonia absoluta da esquerda.

Desmistificar os ídolos da esquerda, expor sua hipocrisia e suas incoerências, é parte fundamental dessa luta. Assim como apresentar aos leitores os fundamentos do liberalismo, seu arcabouço teórico, seus principais pilares e suas conquistas históricas. É imbuído dessa meta que o IL tem trabalhado duro, divulgando ideias, pensadores e inúmeras resenhas de livros importantes a esse debate, porém muitas vezes ausentes no Brasil. As redes sociais ajudam como instrumento poderoso e barato para que a mensagem alcance mais e mais pessoas.

Há muito que ser feito ainda, não resta dúvida. Estamos apenas começando a fazer barulho, a influenciar o destino da nossa sociedade e tentando reverter o caminho da servidão atual. Olhamos com satisfação e esperança para a quantidade de institutos que nasceram nos últimos anos pelo Brasil todo, também pregando os valores liberais. Celebramos o interesse cada vez maior dos jovens pelos pensadores que marcam a trajetória das ideias liberais. E encaramos a grande distância que o país ainda precisa percorrer rumo à liberdade como um incentivo para trabalharmos ainda mais.

Somos gratos, acima de tudo, a você, estimado leitor, que tem confiado no IL como fonte de informação e opinião, que tem utilizado nossos artigos para absorver conceitos importantes, que nos ajudado a divulgar as boas ideias e feito críticas quando julgam necessário. Esse e-book foi feito em sua homenagem, para que alguns dos principais textos publicados em nosso canal ficassem disponíveis e acessíveis em formato amigável para eventuais pesquisas.

Pedimos que compartilhe o material com todos os amigos, especialmente aqueles que ainda não se convenceram das vantagens do liberalismo, pois somente assim teremos chance de viver num país mais livre e próspero. O Brasil já tentou de tudo, quase todos os “ismos”, como o patrimonialismo, o fisiologismo, o intervencionismo, o desenvolvimentismo, o populismo, o socialismo e o “capitalismo de estado”. Só não demos ainda uma chance ao liberalismo. Está na hora!

Para download deste ebook basta clicar neste link.

 

Faça uma doação para o Instituto Liberal. Realize um PIX com o valor que desejar. Você poderá copiar a chave PIX ou escanear o QR Code abaixo:

Copie a chave PIX do IL:

28.014.876/0001-06

Escaneie o QR Code abaixo:

Instituto Liberal

Instituto Liberal

O Instituto Liberal trabalha para promover a pesquisa, a produção e a divulgação de ideias, teorias e conceitos sobre as vantagens de uma sociedade baseada: no Estado de direito, no plano jurídico; na democracia representativa, no plano político; na economia de mercado, no plano econômico; na descentralização do poder, no plano administrativo.

Skip to content