fbpx

Os Black Blocks da política

JOÃO LUIZ MAUAD *

Recentemente, o programa C.Q.C. desvendou mais uma fraude de petistas contra seus adversários políticos.  Segundo a reportagem, o governador de Brasília, Agnelo Queiroz, criou uma rede de marketing para denegrir a imagem de adversários políticos, criando denúncias falsas e colocando-as em redes sociais.  O caso já está entregue ao Ministério Público e conta com o testemunho de algumas pessoas que participaram diretamente do engodo.  Vale à pena assistir ao vídeo de 15 minutos.

Este novo escândalo veio se juntar a vários outros que estremeceram os alicerces da república nas últimas duas décadas, infelizmente sem que a justiça tupiniquim tenha punido os responsáveis como deveria e como esperava a sociedade.  Eis uma breve lista, que me vem à mente de relance:

Caso Francenildo:  refere-se à quebra ilegal do sigilo bancário do caseiro Francenildo Santos Costa, testemunha chave contra Antônio Pallocci e a turma de Ribeirão Preto.

Dossiê Aloprados: trapaça eleitoral contra adversários políticos do PT (no caso, o governador José Serra) na eleição presidencial de 2006.

Escândalo do Mensalão:  compra de votos no Congresso Nacional para aprovação de projetos de interesse do partido.

Escândalo Game-Corp: acordo financeiro entre uma empresa nanica (Game-Corp), pertencente ao filho do presidente Lula, e a Telemar, uma gigante do ramo das telecomunicações.

Para quem tem memória curta, informo que há muitos outros casos, menos rumorosos, porém não menos abusivos, que podem ser consultados aqui.

Agora me digam: os petistas são ou não são os Black-Blocks da política?

* DIRETOR DO INSTITUTO LIBERAL

Instituto Liberal

Instituto Liberal

O Instituto Liberal é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a pesquisa, produção e divulgação de idéias, teorias e conceitos que revelam as vantagens de uma sociedade organizada com base em uma ordem liberal.