Ocupantes de Wall Street precisam saber mais sobre os ricos que criticam

CATO Institute

80 por cento dos milionários dos EUA são a primeira geração da família a ficar rica. Não herdaram sua riqueza; conquistaram-na. O 1 por cento do topo da riqueza são, predominantemente, profissionais e empresários que conseguiram realizar o sonho americano através de muito trabalho e ambição. Michael Tanner* discute as noções erradas que se tem sobre esse 1 por cento do topo em artigo (‘The real 1 por cent’) publicado no New York Post:

Então quem são esses do 1 por cento do topo da sociedade americana que supostamente devemos todos odiar? Se você ouvir o Presidente Obama, os manifestantes do “Ocupem Wall Street” e grande parte da mídia, fica óbvio. São “filhinhos de papai rico” que herdaram seu dinheiro, ou banqueiros gananciosos e gestores de fundos de hedge. Com certeza, não tiveram que dar duro para ter o dinheiro que têm… Pior ainda, eles nem pagam sua parcela justa de impostos. Milionários e bilionários estão pagando um percentual menor de impostos do que suas secretárias!

Leia também:  Sobre a queda nas expectativas de crescimento e o excesso de otimismo do mercado

Na realidade, cada um desses estereótipos está errado. …

Está na moda ridicularizar a ideia de que os ricos são “criadores de empregos”, mas se os ricos não criam empregos, quem cria? Quantos trabalhadores têm sido contratados pelos pobres?

[Leia o texto na íntegra em inglês]

 

Tanner é autor de Leviathan on the Right: How Big-Government Conservatism Brought Down the Republican Revolution.

 

TRADUÇÃO: LIGIA FILGUEIRAS

Fonte da imagem: Wikipedia

Ajude o Instituto Liberal no Patreon!
Instituto Liberal

Instituto Liberal

O Instituto Liberal é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a pesquisa, produção e divulgação de idéias, teorias e conceitos que revelam as vantagens de uma sociedade organizada com base em uma ordem liberal.