fbpx

Fale por si, senhor Diniz

JOÃO LUIZ MAUAD*

diniz1Deu no Valor Econômico:

“Ao lado do governador de Pernambuco e pré-candidato à Presidência da República, Eduardo Campos (PSB), o presidente do Conselho de Administração da BRF, Abílio Diniz, disse, nesta segunda-feira, 16, que “os empresários também gostam de carinho”.

“A afirmação foi feita durante a solenidade de inauguração de uma fábrica de margarinas da BRF no município de Vitória de Santo Antão, em Pernambuco. Também participou o ex-ministro do Desenvolvimento Luiz Fernando Furlan, que integra o conselho da companhia.

“Questionado, entretanto, se estaria faltando carinho aos empresários no Brasil, Diniz contemporizou: “Eu disse apenas que empresário gosta de carinho, nada além disso”.”

Suponho que o “carinho” de que ele fala, embora tenha se negado a dizer, está relacionado a privilégios como isenções fiscais, acesso a financiamentos com juros subsidiados, tarifas alfandegárias contra a concorrência estrangeira e outras benesses que os “rent-seekers” adoram obter dos governos.  Não por acaso, o discurso foi proferido diante do governador de Pernambuco e virtual candidato a presidente.

Abílio Diniz deveria falar por si, não por toda uma classe.  A imensa maioria dos empresários não quer carinhos ou privilégios especiais.  Quer impostos baixos para todos e não apenas para alguns eleitos, desburocratização, regras claras, segurança jurídica, infraestrutura decente, liberdade para empreender e, last but not least, quer ser deixado em paz pelo governo.  O verdadeiro empresário não quer nenhuma ajuda, quer apenas que os políticos não atrapalhem.

*ADMINISTRADOR DE EMPRESAS E DIRETOR DO INSTITUTO LIBERAL