Coronavírus e as políticas públicas dos socialistas demagógicos e populistas

– E as famílias pobres com 5, 6 pessoas que moram em casas de um ou dois cômodos, como irão se isolar?

Os pobres vão morrer com o vírus e de fome com o lockdown.

Não culpem o presidente, ele está no governo há pouco tempo. Podem culpá-lo pelo tempo que ele foi deputado.

A situação de penúria e agora de condenação à morte, se ocorrer, é resultado das políticas públicas promovidas por socialistas demagógicos e populistas que vivem da pobreza.

Pare o Brasil agora e a pobreza vai se alastrar ainda mais rápido do que o vírus. Será o caos nas ruas, além dos hospitais. Em poucas semanas, os dois vão devorar velhos e jovens sem piedade.

Filhos não tendo como manter seus pais ou pais não tendo como manter seus filhos.

O Brasil optou pela miséria há décadas, convivemos com ela desde pequenos e nos acostumarmos a ver de longe as favelas e seus esgotos a céu aberto.

Agora que o dilema se apresentou, vamos exclamar: nossa! E os pobres? O que vai acontecer com eles?

Bateu uma crise de consciência?

O que aconteceu com eles acontecerá em proporções maiores se lhes for negado o direito à vida e à liberdade para produzir o que irá mantê-los.

Aqueles que querem liberdade para o povo produzir agora o que irá mantê-los são os mesmos que vêm pedindo por capitalismo no Brasil desde sempre.

Se você está preocupado com os pobres agora, mas sempre defendeu que o estado deveria ajudá-los, toma que a conta é tua.

Roberto Rachewsky

Roberto Rachewsky

Empresário e articulista.