fbpx

Brasil: o país da piada pronta

O site da Veja publicou, no último dia 14, a seguinte pérola, bastante representativa do descalabro em que se transformou a administração pública brasileira:

Diariamente, o Palácio do Planalto realiza o hasteamento da Bandeira Nacional. A homenagem é comandada por homens vestidos com trajes históricos e, às sextas-feiras, a cerimônia é acompanhada por uma banda do Batalhão da Guarda Presidencial. A tradição, ao que parece, inspirou o Ministério da Saúde. Nesta terça-feira, o ministro Alexandre Padilha instituiu a criação da bandeira do Sistema Único de Saúde (SUS) e determinou que ela seja hasteada todos os dias em prédios da estrutura da pasta – em todo o território nacional. De acordo com a norma publicada no Diário Oficial da União, a bandeira do SUS terá formato retangular e receberá marca, logotipo e a sigla SUS em azul sobre fundo branco.

Notícias como essa nos deixam cada vez mais céticos sobre o futuro do Brasil.  Temos uma saúde pública caótica, onde faltam leitos, médicos, equipamentos, remédios, enfim, tudo.  Gente às pencas morrendo pelos corredores do SUS e o ministro da saúde preocupado em hastear bandeiras.

É, pensando bem e parafraseando um comentarista da Veja, faz sentido, afinal todo circo precisa de uma bandeira no topo.  Cada vez mais, esse Brasil do PT vai se tornando o país da piada pronta…

João Luiz Mauad

João Luiz Mauad

João Luiz Mauad é administrador de empresas formado pela FGV-RJ, profissional liberal (consultor de empresas) e diretor do Instituto Liberal. Escreve para vários periódicos como os jornais O Globo, Zero Hora e Gazeta do Povo.