fbpx

A situação financeira da Rede Globo e a qualidade do audiovisual brasileiro

Atualmente é possível constatar que o comportamento do público mudou: hoje temos YouTube, NetFlix, Amazon Prime etc. Há mais opções e, por isso, uma das maiores emissoras do planeta, a Rede Globo, dificilmente conseguirá voltar a ter a hegemonia que tinha no passado.
Com isso, eu fiquei pensando: de maneira geral o Brasil sempre produziu muito conteúdo audiovisual (novelas, filmes, séries etc) e o público brasileiro consumia esses produtos em massa – as novelas da Globo davam 49 pontos no IBOPE. Porém, foi só os brasileiros terem mais facilidade de acessar conteúdos estrangeiros (graças à internet) que parece que nossa população praticamente abandonou o conteúdo nacional. Isso não me parece algo somente da minha bolha de classe média. Algumas semanas atrás vi-me conversando com a caixa do Hortifrúti em que compro minhas frutas e legumes sobre uma série espanhola chamada Tempo entre Costuras.

Agora vai minha opinião forte: nossa produção audiovisual é ruim. Claro, com um ou outro produto que salva, mas, de maneira geral, é muito ruim.

Eu não consigo encontrar outra explicação para o público abandonar tão rapidamente (em um espaço de 10 anos) o conteúdo nacional da Globo para séries da NetFlix, HBO etc, comprometendo assim as finanças de um dos maiores conglomerados do país. Há uma infinidade de séries estrangeiras dos mais variados países (a última agora parece que é sul-coreana) fazendo sucesso por aqui, mas a reciproca não é verdadeira: é bastante raro conteúdo audiovisual brasileiro fazendo sucesso em países que não são de língua portuguesa.

E aí? O que vocês acham? Estou viajando ou faz sentido?

*Artigo publicado originalmente por Conrado Abreu na página Liberalismo Brazuca no Facebook.

Instituto Liberal

Instituto Liberal

O Instituto Liberal é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a pesquisa, produção e divulgação de idéias, teorias e conceitos que revelam as vantagens de uma sociedade organizada com base em uma ordem liberal.