fbpx

A frase do Sheik

 MARCUS VINÍCIUS DE FREITAS *

Quem chega ao Brasil e ouve a propaganda eleitoral terá a impressão de que pousou na Rússia em 1917, quando nas ruas se falava intensamente sobre a questão da luta de classes. De um e do outro lado, ouve-se a ladainha do discurso sobre a luta de classes e como cada candidato pretende governar para os pobres.

Infelizmente, esse discurso, há tanto tempo presente na política brasileira, não melhorou a vida dos brasileiros como deveria. Ainda temos muita pobreza e, para um país que é a 6ª maior economia do mundo, vemos coisas de economias extremamente subdesenvolvidas. O Estado brasileiro, em muitas coisas, poderia ser considerado falido, particularmente se considerarmos o quanto somos obrigados a pagar extra por serviços que deveriam ser minimamente realizados bem pelos governos.

Cada candidato fala em criar mais coisas, dar mais aos “pobres” em razão das suas condições adversas. De fato, o que notamos é que se está pagando, com cartão de crédito, as dívidas do presente, sem qualquer responsabilidade com aqueles que virão a seguir. E que a preocupação com os menos favorecidos é simplesmente de cunho eleitoral.

O Brasil tem falhado no contrato de gerações. A geração atual, no poder, deixará uma dívida enorme aos jovens que terão de pagar por um cenário ainda mais complicado. Em menos de 20 anos, essa irresponsabilidade fiscal, esse Estado provedor de inutilidades, passará por uma recessão profunda e desemprego, com um enorme impacto sobre a estabilidade social da época.

O que fazer então? O Estado brasileiro tem de sair do caminho e facilitar o caminho das empresas. Estas sim, as grandes criadoras de emprego. No Aeroporto Internacional de Dubai, há uma frase do Sheik Rashid bin Saeed al Maktoum, o grande responsável pela transformação daquela terra desértica: “O que é bom para os comerciantes, é bom para Dubai”. Quem dera nós ainda tivéssemos uma perspectiva que incentivasse mais crescimento e empresas e se falasse menos em luta de classes e num Estado provedor!

O discurso da luta de classes poderá render muitos votos, ainda, em razão do baixo nível educacional de nosso país. No entanto, esse discurso, eventualmente, quebrará a economia do Brasil.

Precisamos de mais capitalismo, de mais liberalismo. Ainda temos uma longa estrada adiante…

* Professor de Direito e Relações Internacionais, FAAP

 

FONTE DAS IMAGENS: WIKIPEDIA  
Instituto Liberal

Instituto Liberal

O Instituto Liberal é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a pesquisa, produção e divulgação de idéias, teorias e conceitos que revelam as vantagens de uma sociedade organizada com base em uma ordem liberal.