Revista Banco de Idéias 41

Revista Banco de Ideias n° 41Scribd via Scribd Meio AmbienteO Aquecimento Global, Rodrigo Constantino Especial O Bom, o Mau e o Feio, Uma visão liberal do fato Destaque A Colôbia supera a violência urbana, Ricardo Vélez Rodríguez Matéria de Capa Todo erro do empregado é de fato um erro do patrão, Entrevista com Gustavo Franco […]

Meio Ambiente
O Aquecimento Global, Rodrigo Constantino

Especial
O Bom, o Mau e o Feio, Uma visão liberal do fato

Destaque
A Colôbia supera a violência urbana, Ricardo Vélez Rodríguez

Matéria de Capa
Todo erro do empregado é de fato um erro do patrão, Entrevista com Gustavo Franco

Ensino
A deliberada deformação da mente infanto-juvenil, Alberto Oliva

Entrevista
“O Bolsa-Família é um recrutamento de clientela”, com Carlos A. Montaner

Livros
O Vale das Quimeras, por Rodrigo Constantino

Encarte
Carta aos empresários – Uma agenda liberal, Rodrigo Constantino

Notas
Greve dos Servidores Públicos
 

Editorial

Os leitores poderão, a princípio, estranhar a capa desta edição de Banco de Idéias, com o retrato de Fernando Pessoa. O poeta português, reconhecido internacionalmente, teve sua face liberal revelada pelo economista Gustavo Franco, nosso entrevistado, em recente edição da Rio Bravo Investimentos, empresa que preside. No livro A Economia em Pessoa Gustavo Franco reproduz afirmações do poeta, endossadas pelo nosso entrevistado.
 
Rodrigo Constantino faz uma avaliação objetiva sobre o chamado aquecimento global e desfaz alguns mitos que, hoje, permeiam o imaginário popular. Polemista arguto e combativo, ele contesta a versão de que o planeta está experimentando um aumento de temperatura e que a causa disso é a ação humana, e mais, que o futuro será catastrófico se nada for feito pelos governos.
 
Ricardo Vélez Rodríguez, coordenador do Centro de Pesquisas Estratégicas “Paulino Soares de Sousa”, da UFJF, mostra os resultados da ação decidida dos governantes colombianos no combate ao crime no país, especialmente o financiado pelo narcotráfico. A Colômbia, afirma Vélez Rodríguez, resolveu o dilema sobre a participação ou não das forças armadas no combate ao narcotráfico. A melhoria da segurança no governo Uribe é patente.
 
O professor Alberto Oliva contesta a qualidade e o conteúdo do ensino ministrado às nossas crianças. Os adolescentes, afirma Oliva, se transformaram em indefesas cobaias nas mãos dos lobos da ideologia marxista. Antes mesmo da ascensão do PT ao poder os livros didáticos já estavam impregnados de esquerdismo superficial e manipulador.
 
Entrevistado por Renato Lima, jornalista vencedor do 1º Prêmio Donald Stewart Jr., Carlos Alberto Montaner explica as razões que o levaram a escrever, em conjunto com Álvaro Vargas Llosa e Plínio Apuleyo Mendonza, El regreso del perfecto idiota latino-americano. O livro se justifica porque após o sucesso internacional do Manual do Perfeito Idiota Latino-Americano, 10 anos atrás, a América Latina voltou a ser povoada por idiotas como Chávez, Correa, Morales e outros chefiados pelo primeiro, que é o personagem central do livro. No que mais interessa ao Brasil, nessa entrevista Montaner classifica o Programa Bolsa-Família, de Lula, como “um recrutamento de clientela.”
 
NOTAS aborda a questão do direito de greve do funcionalismo público, matéria que, surpreendentemente, sofreu sua primeira regulamentação por parte do Supremo Tribunal Federal. Desde 1988 os funcionários públicos, na falta de qualquer lei disciplinatória, implantaram um regime de descompromisso, realizando greves em setores vitais, sem qualquer grau de responsabilidade em relação ao serviço que prestam. NOTAS avalia esse novo Projeto de Lei, no qual o Legislativo, enfim, vai se pronunciar sobre a matéria.
 
O encarte dessa edição, “Carta aos empresários”, é redigido por Rodrigo Constantino. É uma síntese de recomendações liberais ao empresariado brasileiro.
 
Na seção Livros estamos comentando o livro de Mauricio Rojas, “A Suécia depois do modelo sueco”. Esperamos agradar aos leitores.

Gostou do texto? Ajude o Instituto Liberal no Patreon!