fbpx

“Tragédia muda eleição” e, afinal, o destino

Eduardo_Campos_in_Brasilia_in_2010O acidente fatal que levou de Eduardo Campos a oportunidade de se eleger Presidente do Brasil roubou igualmente a nós todos, cidadãos, a chance de eleger um jovem e experimentado político para um cargo de carência tão óbvia no Brasil nos últimos dez anos.

Campos parte de maneira trágica dentro de uma aura que frustra e traumatiza o melhor do brasileiro. Eduardo Campos não seguiu a carreira fácil dos que apostam em posições dogmáticas. Ele se orientou por posições próprias e não, por presumir lideranças a que teria direito.

Dificilmente algo de pior poderia acontecer ao Brasil neste momento. O destino está sendo cruel com o País, roubando uma liderança jovem, com passado curto, mas com um futuro possivelmente grande.

Hoje, a perda de Campos é muito mais a perda de uma expectativa de um futuro melhor para o País. A tragédia já marca a próxima eleição presidencial.

[divide]

Saiba mais:

Após morte de Campos, eleição ganha novos contornos

Campanha tucana considera que Marina larga com votação próxima à de Aécio

Morte de Campos muda radicalmente eleições, diz ‘Financial Times’

 

N.E.: O trecho do título entre aspas foi manchete do Jornal O Globo nesta quinta-feira, 14.08.2014.

 

 

imagem: Wikipédia

links atribuídos pela Editoria