fbpx

Romário estaria sugerindo trocarmos CBF por PT?

O ex-atacante, atual Dep. Federal e candidato ao Senado pelo Rio de Janeiro, Romário Faria, publicou ontem um polêmico texto que repercutiu em toda a internet (pode ser lido aqui). Segundo o “baixinho”, fomos goleados dentro e fora de campo, a CBF é extremamente corrupta, sendo gerida por um bando de ladrões que tinham de estar na cadeia e que várias vezes pediu ao Governo Federal, especificamente ao Ministro do Esporte Aldo Rebelo (PCdoB) e à Presidente Dilma (PT) uma intervenção no futebol brasileiro. No fim da carta, ainda argumenta que a Presidente Dilma merece entregar a taça a outra seleção como forma de mostrar a falta de atenção dada pelo Governo ao futebol brasileiro.

Esse texto é o retrato de uma mente confusa.

A primeira e mais clara confusão já se estabeleceu na aliança feita por Romário com o partido que ele mais criticou por conta dos gastos da Copa do Mundo, dentro da tentativa de se eleger Senador. Qual o sentido em fazer do carro-chefe do mandato o combate aos gastos públicos da Copa e no último segundo se aliar a quem praticou esses gastos?

A segunda confusão está na substituição da gangue. Ok, existe corrupção na CBF, mas em caso de intervenção governamental, os canalhas da CBF seriam substituídos por políticos ligados ao PT e ao PCdoB. Realmente faria muita diferença? Nos últimos anos tivemos vários escândalos ligados ao Ministério do Esporte, como o uso de ONGs para desviar dinheiro público e o superfaturamento de obras. Por que Romário acha que essas pessoas, gerinda a CBF, fariam diferente?

O PCdoB já está interessado mesmo nesse intervenção, conforme manifestação de Aldo Rebelo ontem. A ideia de obrigar clube a seguirem uma administração responsável, onde um clube não pode gastar mais do que arrecada, é muito boa, mas por que essa mesma regra não se aplica no Governo gerido por eles, que em maio conseguiu criar déficit primário e há anos não gera superávit nominal nas contas públicas federais? E a estranha ideia de forçar jovens jogadores a permanecer no Brasil tem um leve ranço comuno-escravista, típico da ilha caribenha da qual os petistas e comunistas são tão fãs. Se novos “Oscares” e “Neymares” fugissem do país para trabalhar fora, o Governo brasileiro iria tentar reescravizá-los através de acordos escusos, como o próprio PT fez com Elislandy Lara e Guillermo Rigondeaux? Lembro que o próprio Romário foi para a Holanda com 22 anos. Qual a idade que o Romário acha que um jogador de futebol pode se tornar livre, caso ele concorde com a esdrúxula ideia dos amigos de PCdoB?

O sistema de clubes no Brasil, baseando em clubes que são associações sem fins lucrativos, funciona de maneira muito parecida com um Estado moderno, com base na tragédia dos bens comuns. Quando um sócio de clube se torna presidente, ele passa a ter à sua disposição, por 2 a 6 anos, todo o patrimônio do clube gerido, assim como um político eleito tem à sua disposição, por 4 a 8 anos, da máquina estatal. Esses políticos têm um curto período de tempo para deixarem sua marca como administradores e conseguir lucrar o máximo possível em ganhos pessoais. O resultado é um sistema onde o imediatismo e o gasto desenfreado vão sempre prevalecer, jogando a conta da farra para o gestor futuro. Só que um dia a conta precisa ser paga, pois o mercado se recusa a alavancar dívidas indefinidamente.

E se formos pensar assim, com todos os problemas que a CBF tem, ela ainda é superavitária, ao contrário do governo dos amigos interventores do Romário, que com essa declaração faz mais um gol contra.

 

 

Bernardo Santoro

Bernardo Santoro

Mestre em Teoria e Filosofia do Direito (UERJ), Mestrando em Economia (Universidad Francisco Marroquín) e Pós-Graduado em Economia (UERJ). Professor de Economia Política das Faculdades de Direito da UERJ e da UFRJ. Advogado e Diretor-Executivo do Instituto Liberal.

Um comentário em “Romário estaria sugerindo trocarmos CBF por PT?

  • Avatar
    13/07/2014 em 7:55 pm
    Permalink

    Muito bom seu artigo Santoro, mas eu gostaria de um aprofundamento maior sobre a crise que o Futebol está vivendo no Brasil e a perspectiva Liberal sobre o assunto, é difícil achar material sobre o tópico, você tem como indicar algo?

    Eu sinto que esse tema é de extrema importância para a política dada a dificuldade (até minha mesmo) em separar a CBF do RFB, e acho que se as pessoas não se conscientizarem, não demorará muito para vermos o Brasil se afundando em dívidas futebolísticas milionárias, o que para mim seria um desastre;

Fechado para comentários.