fbpx

A refinaria de Lula

Sergio_Gabrielli_2011O depoimento do presidente Sérgio Gabrielli, da Petrobrás, prestado à Câmara dos Deputados, evidencia o final de um processo que só desqualifica o poder público quando mistura decisões pessoais com decisões políticas sobre a refinaria prospectiva de Abreu e Lima, concebida para processar petróleos pesados com origem venezuelana. Àquela altura, Lula e Chávez eram os titulares populistas dos países.

Como sói acontecer com decisões de natureza ideológica, a viabilidade econômica partiu de parâmetros inviáveis. Agora, o projeto endossado em U$ 2 bilhões está atingindo um custo total de U$ 23 bilhões. Certamente será antieconômico, mas Chávez ou Lula (santificado) vão responder por isto. Quem acabará por pagar a conta são os acionistas da Petrobrás, já que os vizinhos (venezuelanos) nunca investiram um tostão na Abreu e Lima.

Se desse certo (extremamente improvável), a glória seria privatizada por Lula. Dando errado, os prejudicados são os sócios da estatal; por fim, todos os brasileiros.

[divide]

Saiba mais:

Gabrielli: Petrobras não precisava se prevenir de calote da PDVSA em Abreu e Lima

imagem Wikipédia

links atribuídos pela Editoria

Um comentário em “A refinaria de Lula

  • Avatar
    27/06/2014 em 12:56 pm
    Permalink

    Estou chegando a conclusão que o Paulo Francis estava com a razão e, pela farra do dinheiro público ser a tanto tempo usada em nome de um suposto benefício do povo – coisa que até hoje não aconteceu , só acontece para os funcionários da estatal -, ele foi impiedosamente caçado como são caçados hoje os jornalistas que ousam discordar dos ptralhas, hóspedes da papuda ou não.

Fechado para comentários.