fbpx

Uma análise lúcida sobre a guerra na Ucrânia

Mikhail Khodaryonok falou em um programa da TV estatal russa. De todos os presentes, ele foi o mais lúcido. Por quê? Ele é o único com experiência militar, que começou na época da URSS. Ele foi um oficial de carreira da Força Aérea que se tornou especialista em defesa após a aposentadoria.

Após a queda da URSS, Khodaryonok se tornou um oficial sênior no Estado-Maior russo. A maioria dos especialistas russos julgou a capacidade militar do seu exército com base na propaganda oficial. Khodaryonok não cometeu esse erro. Ele publicou um prognóstico pessimista sobre a invasão russa no dia 3 de fevereiro muito antes de começar. Muitos especialistas esperavam uma rápida vitória russa, mas aquele que realmente trabalhou no Estado-Maior (e conhecia de perto as competências militares do país) não acreditou nisso.

Alguns pontos que Khodaryonok (traduzido por Kamil Galeev) levantou três semanas antes da invasão russa – quando esta se mostrava iminente – valem a pena ser “relidos”:

– Os especialistas estão errados sobre a situação política na Ucrânia. Muitos afirmam que ninguém defenderia o “regime de Kiev”. Isso é falso. Eles irão, incluindo os russos étnicos – que é o caso dos principais líderes do Batalhão de Azov.

– Especialistas afirmam que a Rússia pode vencer em poucas horas destruindo o exército ucraniano com “um poderoso ataque de artilharia”. Bem, mesmo o termo “poderoso ataque de artilharia” sugere que este saiu dos propagandistas, e não de militares com experiência. Hoje está claro que o prognóstico se mostrou um erro. A artilharia russa só se mostrou eficiente em atacar civis desprotegidos.

– Especialistas afirmam que o exército ucraniano é desorganizado. Isso até podia ser verdade em 2014, quando a Crimeia foi invadida. Desde então, melhorou imensamente. Agora está organizado em princípios muito diferentes e em grande parte pelos padrões da OTAN (cujos oficiais auxiliaram no treinamento).

– Especialistas afirmam que os países ocidentais não enviarão um único soldado para morrer pela Ucrânia. Isso se tornou verdadeiro, mas o Ocidente apoiou a Ucrânia massivamente: “Não há dúvida de que, no caso de guerra, os EUA e a OTAN reencarnarão alguma versão de empréstimo (lend-Lease) muito semelhante à Segunda Guerra Mundial”.

– Os especialistas esperam que a Rússia vença em dias ou horas. Esquecem que a URSS passou mais de 10 anos lutando contra guerrilheiros no oeste da Ucrânia. Agora, a Rússia enfrentará guerrilhas em paisagens urbanas que naturalmente favorecem o lado mais fraco e menos armado do conflito.

– Conclusão dele (no dia 03/02): Não haverá Blitzkrieg na Ucrânia. Especialistas que afirmam que a Rússia vai derrotar os ucranianos em “8 minutos”, “10 minutos” e até mesmo em “30-40 minutos estão errados”. Passaram-se quase 3 meses e os ucranianos estão botando os russos para correr.

Muita gente no Twitter disse que Khodaryonok foi corajoso em falar tantas verdades sobre o andamento e as expectativas da invasão na TV Estatal. Garry Kasparov discorda: “Não é preciso coragem para dizer coisas na TV russa, é preciso permissão”. Em outras palavras, o enxadrista acredita que Putin está começando a narrativa para a derrota com o objetivo de preparar seu povo para a mesma.

As previsões de Khodaryonok tem-se mostrado verdadeiras. Veremos como se saem as de Kasparov.

*Artigo publicado originalmente por Conrado Abreu na página Liberalismo Brazuca no Facebook.

Instituto Liberal

Instituto Liberal

O Instituto Liberal é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a pesquisa, produção e divulgação de idéias, teorias e conceitos que revelam as vantagens de uma sociedade organizada com base em uma ordem liberal.