fbpx

Por que valorizar o legado positivo de autores liberais?

Pode ser uma evidência anedótica, mas até hoje conheci apenas uma pessoa de esquerda que é contra a Dilma – e ela é pois decidiu se politizar para entender o motivo de pessoas estarem contra o governo Dilma. Virou alguém de esquerda por acreditar na solução coletivista, porém nunca defensora da Dilma.

O resto dos progressistas, socialistas, comunistas e coletivistas em geral abraçam Dilma Rousseff com toda a força do mundo, e não há nada que os faça abandonar a pior presidente da história do Brasil. Custa apoio popular? Certamente, mas eles se unem em prol de defender ideias, por mais fracassadas que sejam, apenas pela semelhança.

Já os liberais, sempre que encontram qualquer coisa que não lhes agrade, fazem questão de atirar um legado inteiro no lixo, pois não agradou. E fazem isso com tudo. Recentemente vieram representantes de um movimento liberal e cuspiram na lápide do Roberto Campos. A página aqui (a página Liberalismo Brazuca, no Facebook) decide fazer um mês sobre Lacerda e tudo é “ui ui ui 64”. São erros? São, a gente não está aqui para limpar erros, mas sim para explicar erros. Lacerda errou em 64? Errou, mas se esforçou em consertar, ele não é Deus, ele erra e todos erram. Ele não é infalível e é sim liberal.

Vamos enumerar defeitos dos liberais? Joaquim Nabuco era defensor do estado confessional, Ruy Barbosa acreditava que moeda podia ser emitida sem lastro, Visconde de Uruguai justificava o autoritário poder moderador com causa liberal, os liberais da república populista apoiaram 64 sem exceção junto aos pessedistas ditos de centro – o que mudou foi quando cada um parou de apoiar. Merquior? Foi o embaixador classe A mais novo da história e trabalhou no governo Geisel como tal. Já viu embaixadores sem alinhamento com o governo? Pois é, até ele, tido como ídolo sacrossanto.

Não estamos falando para morrerem de amores, mas sim para valorizar o legado positivo, que nós fazemos questão de jogar no lixo por algo que discordamos e não queremos. Algo que na esquerda nem ousam fazer; estão aí até hoje saudando Luís Carlos Prestes, que matou uma mulher, estão defendendo guerrilhas da ditadura que nem os participantes defendem, estão aí protegendo regimes cretinos.

Claro que não pedimos para que façam isso, mas que tenham ao menos um saudável apreço e apego ao material histórico positivo de cada autor, pois estamos aqui com o intuito de reavivar as lições que eles nos dão, e não apenas para ficar cuspindo em lápides com arrogância enquanto batemos ponto de carteira de liberal.

*Artigo publicado originalmente na página Liberalismo Brazuca no Facebook.

Instituto Liberal

Instituto Liberal

O Instituto Liberal é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a pesquisa, produção e divulgação de idéias, teorias e conceitos que revelam as vantagens de uma sociedade organizada com base em uma ordem liberal.