Não calintoxique Washington com impostos

EDITORIAL DO SEATTLE TIMES.* Bill Gates Sr. – pai do famoso – doou, recentemente, 400 mil dólares para a campanha que visa convencer os eleitores de Washington a porem um arreio no próprio lombo com um Imposto de Renda estadual. No dia 3 de agosto, o Sindicato Internacional dos Empregados do setor de Serviços [Service […]

EDITORIAL DO SEATTLE TIMES.*

William H Gates SrBill Gates Sr. – pai do famoso – doou, recentemente, 400 mil dólares para a campanha que visa convencer os eleitores de Washington a porem um arreio no próprio lombo com um Imposto de Renda estadual. No dia 3 de agosto, o Sindicato Internacional dos Empregados do setor de Serviços [Service Employees International Union (SEIN)] de Washington, D.C. investiu 200 mil dólares na mesma iniciativa para mudar a lei em Washington. O total de recursos levantados pela Iniciativa 1098 [Initiative 1098 (I-1098)] é próximo de 2 milhões de dólares, segundo o Seattle Times.

O dinheiro empenhado na campanha pró-I-1098 tem por objetivo convencer os eleitores de que, se eles ganham menos de 200 mil dólares, não irão pagar imposto. Pode ser que não, nos primeiros anos. Mas o imposto terá sua expansão. Impostos sempre expandem. E mesmo antes que isso aconteça, os eleitores irão sentir porque o imposto sugará renda, investimentos, empregos e salários em todo o estado, alerta o Times.

  • Washington é um dos nove estados sem incidência de imposto sobre salários e ordenados semanais; é uma grande vantagem na hora de contratar pessoas para trabalhar e evitar o êxodo de mão de obra.
  • Quando a governadora Chris Gregoire foi à Exposição Aeroespacial de Paris em seu primeiro mandato para atrair empresas aeroespaciais para Washington, o primeiro item entre seus argumentos de venda era: sem imposto de renda estadual.
Leia também:  “Casa Grande & Senzala”: o injustiçado Gilberto Freyre

É um ponto de venda. É uma vantagem. E mais do que isso: é um bônus para quem mora no Evergreen State, afirma o Times:

  • O novo imposto criado pela I-1098 chegaria a 9 por cento da renda bruta tributável, [AGI – adjusted gross income], sem deduções.
  • Esta não é a maior tarifa do País: a de Oregon, de 11 por cento, está no topo, mas o Oregon tem zero de imposto sobre vendas.
  • Washington passaria a ter índices elevados de impostos, tanto sobre as vendas quanto no imposto de renda, o que seria o mesmo que publicar um anúncio dizendo: “não invistam aqui e não criem empregos aqui”.
Leia também:  Petrobras: vítima ou culpada?

A Califórnia fez isso. Seu imposto de renda estadual no segmento de renda mais elevado é de 10,8 por cento, e seu imposto sobre vendas varia entre 8,75 e 9,75 por cento, basicamente. Esses impostos elevados não propiciaram riqueza nem orçamento equilibrado para a Califórnia. Profissionais qualificados estão deixando o estado, afirma o Times.

Se Bill Gates Sr. e o SEIU conseguirem a aprovação dos eleitores para a I-1098, só vão conseguir trazer o destino da Califórnia para aqui. E esse vai ser um dia triste, assegura o Times.

O que Washington precisa é de investimentos em novas idéias e em novos trabalhos – e um sistema tributário que se compraza nisso, alerta o Times.

Leia também:  Marco Antônio Villa e a distorção “nacionalisteira” do patriotismo

 

Fonte: Editorial, “Don’t Calitaxicate Washington,” Seattle Times, August 11, 2010.

Texto na íntegra [em inglês]:

 http://seattletimes.nwsource.com/html/editorials/2012588103_edit11incometax.html

 

*O texto é uma síntese do EDITORIAL do Seattle Times ‘Don’t Calitaxicate Washington’ preparada pelo NCPA.

Tradução: LIGIA FILGUEIRAS

Gostou do texto? Ajude o Instituto Liberal no Patreon!