fbpx

O dia 26 de outubro na história do Brasil

Print Friendly, PDF & Email

Sabe-se que o presidente Washington Luís (1869-1957) foi deposto com o triunfo da Revolução de 30 em 24 de outubro, pondo fim à República Velha. O que não se costuma comentar é que o aniversário dele era dois dias depois, já que nasceu em 26 de outubro. Nunca reclame de seu aniversário.

Amante de História, Washington Luís teve cuidado de preservar importantes documentos históricos para a posteridade. Formado em Direito, nasceu em Macaé, no Rio, mas construiu sua biografia política em São Paulo.

No início, ele esteve na oposição aos principais nomes da oligarquia paulista que chegaram à presidência, Prudente de Moraes e Campos Sales, alinhando-se à corrente de Francisco Glicério, um republicano histórico convertido ao florianismo e sempre disposto a cortejar o militarismo antiliberal.

Porém, Washington Luís se acomodou ao jogo, alinhou-se ao governo Rodrigues Alves, governou São Paulo e chegou à presidência em 1926. Como governante estadual, dizia-se afeito ao equilíbrio orçamentário, mas também sustentava que o governo federal deveria interferir no mercado e comprar os excedentes da produção cafeeira; como presidente, recusou-se a fazer o que pregava, mas interferiu no câmbio e adotou medidas protecionistas que encareceram as importações durante a crise de 29.

Começou seu mandato presidencial abolindo as medidas autoritárias de seu antecessor Arthur Bernardes, mas depois tomou algumas de sua própria lavra, como a Lei Celerada, que instituiu forte censura à oposição. Sempre teve uma visão dura em relação ao movimento operário – questão “mais de ordem pública que de ordem social”, dizia.

Sua maior preocupação como governante era construir estradas – “governar é abrir estradas” era seu lema político. Infelizmente para ele, faltou saber preservar uma ponte, a mais importante: a ponte política com a oligarquia mineira. Decidiu apoiar Júlio Prestes para sucessor, cobrar dívidas do outro estado mais poderoso da República e bagunçar o esquema oligárquico. Saiu perdendo.

Faça uma doação para o Instituto Liberal. Realize um PIX com o valor que desejar. Você poderá copiar a chave PIX ou escanear o QR Code abaixo:

Copie a chave PIX do IL:

28.014.876/0001-06

Escaneie o QR Code abaixo:

Lucas Berlanza

Lucas Berlanza

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), colunista e presidente do Instituto Liberal, membro refundador da Sociedade Tocqueville, sócio honorário do Instituto Libercracia, fundador e ex-editor do site Boletim da Liberdade e autor dos livros "Lacerda: A Virtude da Polêmica", “Guia Bibliográfico da Nova Direita – 39 livros para compreender o fenômeno brasileiro”, "Guia Bibliográfico da Nova Direita - 50 livros para compreender o fenômeno", "Os Fundadores - O projeto dos responsáveis pelo nascimento do Brasil", "O Papel do Estado Segundo os Diversos Liberalismos" e "Introdução ao Liberalismo" (co-autor e organizador).

Pular para o conteúdo