A futura Argentina da Europa

argentina-franca

A França (ou melhor, o governo francês), com um largo histórico de protecionismo às livrarias francesas, baniu livros de serem vendidos online com frete grátis, mirando afetar a Amazon. Aí a Amazon responde cobrando um centavo de frete pros livros comprados no país. É de rir até cair.

A burrice dos burocratas e reguladores é tamanha a ponto que, além de ser incapazes de prever o resultado de suas ações, a notícia reverberou na mídia e está sendo a maior publicidade da história da Amazon em território francês. Duvido que as vendas de livros online não vão aumentar drasticamente por lá.

A França é a próxima Argentina, um país que já esteve no topo e que irá lentamente diminuir sua importância devido ao protecionismo e medidas “igualitárias”

Rodrigo Neves

Rodrigo Neves

Gerente Executivo do Movimento Endireita Brasil, historiador (USP) e analista político. Especializado em Energia Nuclear pelo Instituto de Pesquisas Energéticas Nucleares (IPEN), possui diversas publicações na área de História da Ciência e História do Brasil Contemporâneo.