fbpx

Financiamento de campanha

horario_politicoO financiamento público de campanha eleitoral é procedimento comum entre diferentes democracias do mundo. No Brasil, os chamados candidatos “nanicos”, não tendo como captar recursos entre indivíduos e empresas, que apostam sempre em vitórias ou derrotas honrosas, têm suas campanhas lastreadas principalmente em recursos públicos, como determina a lei. Alguns pequenos candidatos no Brasil só sobrevivem até hoje com tal tipo de subsídio.

Há aspectos curiosos nas campanhas dos candidatos “nanicos” nas eleições brasileiras. Somente tais recursos é que permitem dar visibilidade a candidatos lastreados em partidos pobres e que, na verdade, não têm programas reais de governo. Mas a multiplicidade de candidatos dá a falsa impressão de que existem projetos de governo viáveis além dos “contra” e a favor do próprio governo.

Nenhum dos líderes dos partidos nanicos apresenta seus candidatos com projetos inovatórios. No máximo, eles conseguem em eleições posteriores alcançar votações para as Câmaras de Deputados federais, estaduais e para as de vereadores.

Será que vale o investimento nos nanicos?

[divide]

Saiba mais:

Das 32 legendas do país, 17 tiram mais de 90% de seu custeio do Fundo Partidário

Veja também:

A conta é sua, eleitor

 

links atribuídos pela Editoria