fbpx

Corrupção: causa e efeito do intervencionismo estatal

A corrupção é ao mesmo tempo uma causa e um efeito do intervencionismo estatal.
 
É causa porque políticos e burocratas criam deliberadamente dificuldades para a ação criativa e produtiva na sociedade – uma forma de venderem facilidades com o propósito anteriormente estabelecido de obterem ganhos imerecidos.
 
É efeito porque, impedidos de criar e manter os valores necessários para viverem e prosperarem, os indivíduos produtivos na sociedade se veem obrigados a corromper os imorais, passando a conviver com a imoralidade.

Corrupção é um processo inerente à intervenção estatal. Onde há governo intervindo, seja na instância ou jurisdição que for, haverá corrupção, porque, entre os políticos, burocratas, juízes ou promotores, há aqueles que buscam monetizar paralelamente seu poder de intervir na vida das pessoas usando a coerção estatal.

Sim, há os integrantes da sociedade que tomam a iniciativa de corromper agentes estatais, mas quem tem o poder coercitivo na mão só aceita ser corrompido se for tão desonesto ou imoral quanto quem lhe faz a oferta inicial.

Roberto Rachewsky

Roberto Rachewsky

Empresário e articulista.