fbpx

Carta aberta da Presidência da Diretoria Executiva

O Brasil experimentou, nas últimas décadas, um incêndio que alguns qualificariam de miraculoso. Foi e tem sido uma verdadeira multiplicação de autores, movimentos, grupos, organizações e influenciadores a difundir ideias alternativas às dominantes, desafiando o consenso social democrata da Nova República e, muitas vezes, desfraldando o núcleo de teses e propostas do liberalismo.

Por inusitado e grandioso que seja, não há que se falar em milagre. Muitas causas para tudo isso poderiam ser apontadas. Uma delas, que preciso ressaltar aqui, é a de que, para disparar o incêndio, por longo tempo em que pareciam falar sozinhos, alguns liberais mantinham a chama acesa – uma chama solitária, ignorada, cercada de silêncio, mas uma chama viva. A geração contemporânea de liberais deve muito ao esforço desses pioneiros.

Eles fizeram um esforço de possibilitar um diálogo outrora difícil e escasso com a literatura liberal estrangeira. Sem isso, esta avalanche que vivemos certamente teria muito pouco material sobre que se apoiar. Em sua grande maioria, eles se reuniram sob a égide de uma instituição que existiu graças à coragem e à ousadia de um empreendedor, que ousou nadar contra a maré, decididamente convencido de que as ideias com que travava contato eram o caminho da prosperidade. Esse empreendedor foi Donald Stewart Jr. e essa instituição é o Instituto Liberal.

No fim de 2018, recebi o convite de nosso presidente do Conselho Deliberativo, Rodrigo Constantino, para assumir a presidência da Diretoria Executiva. Ao assumir esta função, entendi que deveria fazê-lo com enorme senso de responsabilidade e de gratidão e que deveria prestar o devido tributo e reverência aos fundadores e edificadores. Deveria trazer para o centro do palco aqueles que protagonizaram o começo dessa história e que nos trouxeram até aqui e, ao mesmo tempo, estreitar nossos laços com você, que nos acompanha, prestigia, se informa e alimenta suas reflexões com nossas publicações.

Iniciei uma série de medidas, lutando contra as dificuldades que se apresentam ao esforço de devolver um pouco ao Instituto Liberal do muito que dele recebi. Ao longo deste ano de gestão, o Instituto Liberal publicou diariamente mais de 1050 artigos, editados e revisados, desde produções teóricas sobre o pensamento liberal até análises imediatas dos fatos que se destacam na realidade sócio-política brasileira ou internacional – sempre, em respeito ao seu estatuto, sem que o instituto assuma um engajamento partidário direto em relação a alguma legenda específica. O objetivo é abrir espaço, como reza a nossa linha editorial, que está publicada em nosso site, para vozes e opiniões diferentes, desde que sem ferir nossos princípios estatutários, se manifestarem, inclusive discordando entre si sobre o assunto pautado. Essa postura do IL nem sempre é bem compreendida, mas é fiel ao espírito aberto dos nossos fundadores.

Investindo nessa orientação, o IL atraiu diversos novos articulistas ao longo do ano e fechou uma parceria com o Instituto Líderes do Amanhã para reverberar os textos das lideranças empresariais formadas naquela instituição. Tomando postura mais ativa do que anteriormente, a gestão também se manifestou através de Notas Oficiais sobre questões fundamentais de consenso, evitando a omissão em quadra histórica tão importante. O IL, por exemplo, endossou a campanha da Rede Liberdade a favor da Medida Provisória da Liberdade Econômica e condenou um atentado contra um então candidato à presidência da República.

Foram também, ao longo do ano, 48 episódios do IL Flash, vídeo em que teço semanalmente breves comentários sobre os sete artigos que mais impactaram e fizeram sucesso no site oficial e nas redes sociais, contemplando os nossos colunistas e colaboradores, sem os quais o IL não teria sentido. Com o propósito de melhorar a navegabilidade e a qualidade do site oficial, carro-chefe da instituição, um dos principais investimentos da gestão atual no ano que passou foi a sua reforma. Um dos sites mais acessados do meio liberal, ele precisava exibir uma interface com qualidade compatível com a importância que exibe para a organização.

Prometi trazer novidades na área de cursos, mas ainda não foi possível apresentá-las no primeiro ano de gestão. Estão em elaboração, mas o instituto continuou a oferecer o curso de Escola Austríaca de nosso presidente do Conselho Deliberativo, Rodrigo Constantino, com vendagem constante e pronto a oferecer vasta gama de conhecimento.

Uma das obrigações de que se investiu a gestão atual foi fazer o caminho inverso ao realizado em 2013 e trazer o IL de volta ao espaço físico. Para isso, apoiamos, financeira e presencialmente, pequenos eventos em diferentes regiões do país, do próprio Rio de Janeiro ao Nordeste. O IL participou, apenas em 2019, do Chopp Sem Imposto, do XIII Colóquio Antero de Quental, do Fórum Prismas da Liberdade (UFF), do lançamento do livro “A Constituição contra o Brasil” e da II Jornada de Direito e Liberdade do Vale do São Francisco.  

Finalmente, pela primeira vez em 36 anos de história, para nossa grande emoção, assumimos a tarefa de organizar a I Conferência exclusiva do Instituto Liberal, de cujo resultado há muitas razões para se orgulhar. Foi um momento inesquecível, pelo qual agradecemos a cada um que suou a camisa para torná-lo possível e a todos que marcaram presença, especialmente à família Stewart por ceder a chance de exibirmos o filme “Donald Stewart Jr.”, em homenagem ao nosso fundador. Em breve, os vídeos do evento estarão à disposição em nossas redes sociais.

Com relação às ações do IL exclusivamente em seu estado de origem, o Rio de Janeiro, há uma novidade que pode aumentar as possibilidades de contribuição do IL com a região: sua nomeação, na pessoa de seu diretor-presidente, para integrar o Conselho Consultivo da Região Metropolitana. O instituto também submeteu uma contribuição por escrito para a audiência pública do Supremo Tribunal Federal sobre as candidaturas independentes. O texto também, no começo de 2020, será disponibilizado ao público.

O instituto mais antigo e tradicional do liberalismo no Brasil precisa ser vivo. Nada disso seria possível sem o apoio que recebemos até aqui de nossos estimados mantenedores e doadores e é imprescindível continuar contando com esse apoio e conseguir aumentar nossas possibilidades e nossa abrangência.

O IL merece. Com a filosofia de reerguer a instituição, resgatando alguns dos aspectos desenvolvidos pelos seus pioneiros e preservando a linha editorial estabelecida por eles ao reunir diferentes tendências do espectro liberal, minha intenção sempre será que, honrando aqueles que mantiveram a chama acesa, possamos trazer contribuições valiosas a este incêndio.

Desejo a todos os nossos leitores, seguidores, apoiadores, colunistas e mantenedores um feliz Natal, repleto de paz e prosperidade, e um ano novo repleto de conquistas e sucessos pessoais, bem como em prol da nossa causa tão importante.

Muito obrigado e boas festas,

Lucas Berlanza

Presidente da Diretoria Executiva do Instituto Liberal (2018-2020)

Instituto Liberal

Instituto Liberal

O Instituto Liberal é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a pesquisa, produção e divulgação de idéias, teorias e conceitos que revelam as vantagens de uma sociedade organizada com base em uma ordem liberal.