Murray Rothbard

Autores Liberais – Murray Rothbard: 1926-1995 O Professor Murray Rothbard foi um dos maiores economistas do século XX e ainda permanece praticamente desconhecido do público brasileiro, mesmo no meio acadêmico ou especializado. É fácil de compreender as razões. Durante décadas o Prof. Rothbard lecionou Economia em Nova Iorque (Instituto Politécnico do Brooklin) e nos últimos […]

Autores Liberais – Murray Rothbard: 1926-1995

Murray_Rothbard

O Professor Murray Rothbard foi um dos maiores economistas do século XX e ainda permanece praticamente desconhecido do público brasileiro, mesmo no meio acadêmico ou especializado. É fácil de compreender as razões.

Durante décadas o Prof. Rothbard lecionou Economia em Nova Iorque (Instituto Politécnico do Brooklin) e nos últimos dez anos de sua vida em Las Vegas (Universidade de Nevada) e Auburn (Ludwig von Mises Institute), tendo produzido toda sua obra – dezenas de livros e milhares de artigos e ensaios – em inglês.

Em segundo lugar, desde cedo filiou-se à chamada “Escola Austríaca” de Economia, tornando-se um ardoroso defensor da economia de mercado. Estudou sob a orientação de Ludwig von Mises em seu famoso seminário na Universidade de Nova Iorque, no começo dos anos 50. Também participou, durante um curto período, do grupo que circundava Ayn Rand. Esses dois autores foram os que exerceram a maior influência sobre o pensamento do Prof. Rothbard.

Mas o que o distanciou ainda mais do público brasileiro foi o fato de haver se tornado um defensor do chamado “anarco-capitalismo”. Ele visualizava poucas ou nenhuma atividade que não pudesse ser melhor desenvolvida pelos indivíduos em bases completamente voluntárias e contratuais. E seus argumentos sempre foram difíceis de serem refutados; num país como o Brasil, um “elemento” como o Prof. Rothbard seria altamente perigoso para o meio intelectual subjugado pelo socialismo.

A quarta razão para afastá-lo do público brasileiro deve-se ao tom coloquial e até mesmo “popular” de vários dos seus trabalhos. O Prof. Rothbard era um talento multifacetado que podia tanto produzir uma peça dentro do mais puro jargão acadêmico, como escrever de forma agradável e cristalina para o público leigo. A última razão residia no bom humor e sarcasmo de muitos de seus trabalhos, especialmente aqueles voltados para o mundo não acadêmico.

A produção intelectual do Prof. Rothbard reveste-se de especial importância para quem deseja compreender o Liberalismo (no seu sentido clássico). Ele não foi um mero economista, embora seja considerado o autor do último tratado de economia escrito no século XX (sob o título Man, Economy, State, de 1962). Trata-se de uma obra monumental (em dois volumes) que segue a tradição de Ludwig von Mises, abordando a Economia, nas palavras de Llewellyn Rockwell, ‘como um ramo das Ciências Humanas, e não da Física’, e sendo responsável ‘pelo ressurgimento da Economia “austríaca” depois da morte de Mises’.

Durante vários anos o Prof. Rothbard dedicou-se a escrever sobre Economia. Desse período nos anos 60 destacam-se duas outras obras. A primeira foi Americas Great Depression (1963), na qual ele analisa as origens da Grande Depressão, especialmente o papel do Federal Reserve (Banco Central americano) na forte expansão de moeda e crédito no período que antecedeu à quebra da Bolsa de Nova Iorque. A crise perpetuou-se e agravou-se depois de 1929 devido às intervenções governamentais na economia, especialmente após a eleição de Roosevelt. A segunda obra desse período foi What Government Has Done to Our Money? (1964), uma detalhada análise sobre a história monetária norte-americana na qual ele deixa evidente que o governo sempre avançou no sentido de obter os meios necessários para legalmente falsificar a moeda. O resultado dessa sucessivas mudanças emergiu com força nos anos 70, quando a economia americana enfrentou uma crise inflacionária sem precedentes e uma estagnação econômica só superada pela registrada na década de 30. O Prof. Rothbard ainda voltaria a temas econômicos puros em sua obra (não concluída) An Austrian Perspective on the History of Economic Thought, onde apresenta uma interessantíssima análise sobre o pensamento econômico anterior a Adam Smith, demonstrando que essa ciência já contava com um expressivo corpo doutrinário (especialmente com os escolásticos e fisiocratas).

O Prof. Rothbard, entretanto, preocupou-se em construir um sistema que desse sustentação aos argumentos favoráveis à constituição de uma sociedade de homens verdadeiramente livres (aprofundando de forma inigualável o conhecido debate sobre a tensão entre poder e liberdade). A Economia era somente um dos aspectos a serem considerados. Assim ele enveredou pela Ciência Política, produzindo uma obra essencial sob o título Ethics and Liberty (1982), onde oferece, entre várias contribuições originais, uma instigante análise sobre o Direito Natural. O Prof. Rothbard ainda soube integrar dois outros elementos às suas teorias: o “libertarianismo” radical de alguns pensadores norte-americanos do século XIX (como, por exemplo, Lysander Spooner, autor da obra No treason), e uma visão de política da antiga “direita” norte-americana, baseada no isolacionismo.

Todos esses elementos fizeram do Prof. Rothbard um intelectual controverso, mas de enorme influência, especialmente junto ao Partido Libertário. Ele foi, sem dúvida, o grande intelectual desse movimento, tendo escrito o seu “evangelho”, sob o título For a New Liberty, em 1973. Seus argumentos favoráveis a soluções de livre mercado para os mais diversos aspectos da vida em sociedade – desde o policiamento até os tribunais – ajudaram a mudar a mentalidade norte-americana e, de certa forma, contribuíram para que o grupo mais conservador do Partido Republicano, sob a liderança de Ronald Reagan, chegasse ao poder no começo dos anos 80. Embora o Prof. Rothbard não endossasse quase nenhuma das políticas desse período –inclusive contestando muitas teses de economistas tão liberais quanto Milton Friedman – a força de suas idéias se fizeram sentir e o colocam entre os gigantes intelectuais do século XX.

Livros de Murray Rothbard em português

  • O essencial von Mises. Rio de Janeiro: J. Olympio; Instituto Liberal, 1988. 54p.(b)
  • Esquerda e direita: perspectives para a liberdade. Rio de Janeiro: Instituto Liberal; J.Olympio, 1986. 71p.(b)

Livros de Murray Rothbard em outros idiomas

  • Man, Economy and State. 1962.
  • America’s Great Depression. 1963. Indianapolis, Liberty Fund.
  • What Has Government Done to Our Money? 1964
  • For a New Liberty: The Libertarian Manifesto. Nova Iorque, Collier books, 1973.
  • Egalitarianism as a Revolt Against Nature. 1974
  • Conceived in Liberty (volume 1, 1975; volume 2, 1976; volume 3, 1974; volume 4, 1979)
  • The Ethics of Liberty
  • Lo esencial de Ludwig von Mises. Madrid: Union Editorial, 1985. 48p.(b)
  • The essential Ludwig von Mises. Auburn: Ludwig von Mises Institute, c1983. 47p.(b)
  • Individualism and the philosophy of the Social Science. San Francisco: Cato Institute, c1981. 67p.(b)
  • Left and right: the prospects for liberty. Washington, D.C.: Cato Institute, 1982. 27p.(b)
  • Ludwig von Mises: scholar, creator, hero. Auburn: Ludwig von Mises Institute, c1988. 87p.(b)
  • Power and market: government and the economy. Kansas City: Sheed Andrews and McMeel, c1977. 304p.(b)

Fitas de áudio

  • How government destroys money. FC 43 (exemplar único)
Gostou do texto? Ajude o Instituto Liberal e Pereira Rodrigo Ramiro no Patreon!