Ludwig von Mises

Autores Liberais – Ludwig von Mises: 1881-1973 Ludwig von Mises (1881 – 1973) foi um dos mais influentes economistas de seu tempo. Autor prolífico, publicou em 1949 uma obra monumental chamada Ação humana – um tratado de Economia, traduzida pelo Instituto Liberal, em 1990.  Esse foi o primeiro tratado de Economia publicado no século XX […]

Autores Liberais – Ludwig von Mises: 1881-1973

MisesLibrary

Ludwig von Mises (1881 – 1973) foi um dos mais influentes economistas de seu tempo. Autor prolífico, publicou em 1949 uma obra monumental chamada Ação humana – um tratado de Economia, traduzida pelo Instituto Liberal, em 1990.  Esse foi o primeiro tratado de Economia publicado no século XX e que lançou as bases para uma nova compreensão das ciências econômicas centrada na análise da ação humana ou comportamento propositado, pelo qual o homem busca substituir um estado menos satisfatório por um mais satisfatório. O tradutor de Ação humana para o português, Donald Stewart Jr., publicou um importante trabalho seguindo os princípios de análise comportamental estabelecidos por von Mises sob o título A lógica da vida(1).

Através da catalática, ou economia da sociedade de mercado, Mises analisa a formação dos preços até o ponto em que as pessoas fazem as suas escolhas. Trata-se, na verdade, de uma explicação de como se formam os preços e não sobre como eles deveriam se formar. Ação humana abrange todos os aspectos das ciências econômicas, merecendo destaque a questão sobre o cálculo econômico. Mises demonstra, claramente, a inviabilidade do socialismo, uma vez que este não conta com um sistema de formação de preços de mercado. Por exemplo: se para a produção de um determinado bem existem dois métodos de produção, o mais eficaz ou mais barato só pode ser identificado mediante um sistema de preços gerado numa economia de mercado; num regime em que as trocas voluntárias são substituídas por decisões burocráticas, o sistema de preços desaparece deixando os agentes sem a orientação mais importante para as suas escolhas. Aliás, Ludwig von Mises nos anos 20 liderou a discussão em torno do cálculo econômico, ao publicar a obra Socialismo (sem tradução para o português). Esse foi outro livro de von Mises que exerceu enorme influência no meio acadêmico europeu, segundo o Prêmio Nobel Friedrich Hayek, no prefácio da edição do Liberty Fund, de 1978.

Ludwig von Mises teve uma longa vida acadêmica. Começou lecionando no começo do século XX na Universidade de Viena, mas também desenvolveu atividades como economista da Câmara Austríaca de Comércio e Indústria (1909 a 1938) e também como fundador (1926) e principal dirigente do Instituto Austríaco de Pesquisa sobre os Ciclos Econômicos. Em 1934, já antecipando os riscos que a barbárie nazista traria para a Europa e, em particular, para ele (Mises já escrevera vários artigos em periódicos contra o nacional-socialismo, além de ser judeu), aceitou uma cátedra de relações econômicas internacionais no Institut Universitaire dês Hautes Etudes Internationales, em Genebra. Entretanto, com a situação européia paulatinamente se agravando (anexação da Áustria em 1936, início da II Guerra Mundial em 1939), Mises não se sentia seguro em Genebra e decidiu radicar-se nos Estados Unidos em meados de 1940. Apesar da idade e do fato de que, ao chegar à América, não dominava plenamente o inglês (que sempre falou com um forte sotaque), Mises começou a escrever diversas obras fundamentais em inglês, culminando com Ação Humana. Passou a lecionar na Universidade de Nova Iorque, tendo, entre seus alunos, Murray Rothbard, Israel Kirzner, Percy e Bettina Greaves. Mises também participou de inúmeros seminários na Foundation for Economic Education, criada nos anos 50 por Leonard Read e atualmente presidida por Richard Ebeling. Mises lecionou na Universidade de Nova Iorque até o final dos anos 60, vindo a falecer na cidade de Nova Iorque, em 1973.

A saga dos “documentos perdidos”

Quando os nazistas invadiram a Áustria, um dos primeiros atos foi confiscar todos os livros, documentos e papéis que pertenciam a Mises e se encontravam em seu apartamento de Viena (nessa altura ele já estava passando a maior parte do seu tempo em Genebra). Mises ainda tentou recuperá-los usando contatos, mas os documentos acabaram se perdendo no turbilhão da Guerra. Décadas mais tarde, e com o fim da União Soviética, começaram a circular no ocidente boatos de que os “documentos perdidos” estariam num arquivo de Moscou. Graças aos diligentes esforços de Richard Ebeling, que viajou para a Rússia atrás desses documentos, foi possível recuperar tudo que havia sido roubado pelos nazistas e depois pelos comunistas. Artigos e ensaios escritos por Mises e que há muito estavam esquecidos vêm sendo publicados pelo Liberty Fund.

Livros de Mises em Português

Instituto Liberal(2)

  • Ação Humana – um tratado de Economia. Rio de Janeiro, Instituto Liberal, 1990. 872 p.[v/b]
  • As seis lições. Rio de Janeiro: J. Olympio; Instituto Liberal, 1985. 98p.[v/b]
  • Intervencionismo – uma análise econômica. (tradução e comentários de Donald Stewart Jr.). Rio de Janeiro, Instituto Liberal, 1999.[b]
  • Liberalismo – segundo a tradição clássica. Rio de Janeiro, Instituto Liberal e José Olympio Editora, 1987.[b]
  • O mercado. Rio de Janeiro: J. Olympio; Instituto Liberal, 1985. 151p.[b]
  • Uma crítica ao Intervencionismo. Rio de Janeiro, Instituto Liberal e Editora Nórdica. 184 p.[b]

Livros de von Mises em outros idiomas(3)

  • Selected writings of Ludwig von Mises – Between the two World Wars: monetary disorder, interventionism, socialism and the Great Depression. Indianópolis, Liberty Fund, 2002.
  • Socialism. Indianópolis, Liberty Fund, 1981. 569 p.[b]
  • The Theory of Money and Credit. Nova Iorque, Foundation for Economic Education, 1971. 493 p.[b]
  • Planning for Freedom. South Holland, Libertarian Press, 1980. 280 p.[b]
  • The anticapitalistic mentality. South Holland, Libertarian Press, 1978. 134 p.[b]
  • Nation, State and Economy – contributions to the politics and history of our time. Nova Iorque, New York University Press, 1983. 231 p.[b]
  • Planned Chaos. Nova Iorque, Foundation for Economic Education, 1977. 90p.[b]
  • Theory and History – an interpretation of social and economic evolution. New Rochell, Arlington House, 1981. 384 p.[b]
  • Burocracy. New Rochell, Arlington House, 1969. 125 p.[b]
  • Money, Method, and the market process. Norwell, Kluwer Academic Publishers, 1990. 325 p.[b]
  • On the Manipulation of money and credit. Dobbs Ferry, Free Market Books, 1978.
  • Omnipotent governmet – the rise of the total state and total war. New Rochell, Arlington House, 1985. 291 p. [b]
  • The ultimate foundation of economic science. Kansas City, Sheed Andrews and McMeel, 1976.
  • Economic Freedom and Interventionism – an anthology of articles and essays. Nova Iorque, Foundation for Economic Education, 1990.
  • Epistemological problems of economics. Nova Iorque. New York University Press, 1981. 239 p. [b]
  • Notes and recollections. South Holland, Libertarian Press, 1978.
  • A critique of interventionism. New Rochelle: Arlington House, 1977. 164p. [b]
  • Economic calculation in the socialist commonwealth. Auburn: Ludwig von Mises Institute, c1990. 74p. [b]
  • Economic policy: thoughts for today and tomorrow. Chicago: Regnery Gateway, c1979. 106p. [b]
  • Essays on some unsettled questions of political economic. Clifton: A. M. Kelley, 1974. 164p. [b]
  • The historical setting of the Austrian School of Economics. Auburn: Ludwig von Mises Institute, c1984. 47p. [b]
  • Human Action: a treatise on economics. Chicago: Contemporary Books, 1966. 907p. [b]
  • Kritik des interventionismus: untersuchungen zur wirtschaftspolitik und wirtschaftsideologie der gegenwart. Darmstadt: Wissenschaftliche Buchgesellschaft, 1976. 146p. [b]
  • Liberalism: in the classical tradition. San Francisco: Cobden Press, c1985. 207p. [b]
  • Liberty. Auburn: Ludwig von Mises Institute, c1988. 29p. [b] and property
  • Ludwig von Mises, notes and recollections. Spring Mills: Libertarian Press, c1978. 181p. [b]
  • A mentalidade anticapitalista. Rio de Janeiro: Instituto Liberal, 1988. 113p. [b]
  • Planificación para la libertad: y otros dieciséis ensayos y conferencias. Buenos Aires: Centro de Estudios sobre la libertad, 1986. 350p. [b]
  • Politique economique: reflexions pour aujord’hui et pour demain. Paris: Institut Economique de Paris, 1983. [b]
  • Seis lecciones sobre el capitalismo. Madrid: Union Editorial, c1981. 106p. [b]

Fitas de áudio

  • Liberty and property. FC 42
  • Why socialism always fails. FC 44 (exemplar único)

(1) Gratuito para os Associados e Mantenedores do IL, disponível na biblioteca do IL.
(2) À venda no IL (v) e/ou no acervo da biblioteca Ludwig von Mises, do IL (b).
(3) Muitos títulos podem ser adquiridos através do Liberty Fund, da Foundation for Economic Education ou consultado na biblioteca Ludwig von Mises. (b)

Gostou do texto? Ajude o Instituto Liberal no Patreon!