Sonhos, morte e esperanças

Os milhares de imigrantes sírios e de outras nacionalidades do Oriente Médio que cruzam a fronteira oriental com a União Europeia para chegarem à Alemanha estão descobrindo o que significa “solidariedade”. Depois de dias e noites enfrentando o perigoso mar e andando de país em país em busca de refúgio, a Alemanha abriu-lhes as portas. […]

Leia mais

Sonhos, morte e esperanças

Os milhares de imigrantes sírios e de outras nacionalidades do Oriente Médio que cruzam a fronteira oriental com a União Europeia para chegarem à Alemanha estão descobrindo o que significa “solidariedade”. Depois de dias e noites enfrentando o perigoso mar e andando de país em país em busca de refúgio, a Alemanha abriu-lhes as portas. […]

Leia mais

A crise grega – menos Platão, mais Aristóteles!

Em face da crise do euro, com os gregos querendo desembarcar da União Europeia, lembro-me de artigo muito pertinente escrito por meu amigo João Carlos Espada (“A Grécia e as infelizes dicotomias continentais”, jornal Público, Lisboa, 06/07) em que ele identificava um problema: não foi imaginado pelos criadores da zona do euro um mecanismo de […]

Leia mais

Esperanças perdidas e novas perspectivas

Um articulista do jornal El País de Madri, escrevia, há alguns meses, que a violência indiscriminada constitui a porta de saída do túnel de populismo cínico que tomou conta do Brasil na última década. Algo semelhante tinha sido escrito, na Colômbia, pelo padre Camilo Torres (1929-1966), que era excelente sociólogo, mas que terminou se engajando […]

Leia mais

A oposição que não se opõe

Na terça-feira 12 de Maio de 2015, a Comissão do Senado que trata das relações com o Judiciário fará a sabatina do magistrado Luiz Fachin, indicado pela presidente Dilma como substituto de Joaquim Barbosa no Supremo Tribunal Federal. É apenas óbvio que uma militante petista como a presidente Dilma indique alguém polarizado pelos interesses do […]

Leia mais

A idade das revoluções na formação do Brasil

Com este título instigante teve lugar em Petrópolis, no Hotel Solar do Império, de 9 a 12 de Abril, um colóquio patrocinado pelo Liberty Fund. Participaram: Sandra Axelrud Saffer (da Axellrud Arquitetura & Assessoria SS Ltda., como Diretora do evento), João Carlos Espada (Diretor do Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica Portuguesa, Lisboa, como […]

Leia mais

Dilma, as arenas vazias e os cartolas da FIFA

Que o PT estava enrolando os brasileiros com os discursos grandiloquentes acerca da “Copa das Copas”, todo mundo já sabia. Prova disso foram as passeatas multitudinárias de Junho de 2013. Os jovens e os inconformados saíram às ruas contra o modo petralha de governar e contra o clientelismo secular da República brasileira, levado ao paroxismo […]

Leia mais

Tango iraniano e samba petroleiro

A “Dança macabra” do compositor francês Camille Saint-Saëns (1835-1921) encontra repercussões nas trapalhadas nada estéticas dos governos do Brasil e da Argentina. Para começar com os “irmãos”, lembremos o rumoroso caso do “suicídio assistido” do promotor Alberto Nisman (1963-2015), ocorrido em dias passados na sua residência no exclusivo bairro de Puerto Madero, em Buenos Aires. Nisman […]

Leia mais

Ética, terrorismo e criminalidade

Escrevo este breve comentário sob o impacto de duas notícias: o fuzilamento, na Indonésia, do cidadão brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, 53 anos, acusado de tráfico internacional de entorpecentes e a morte, em Bangu, no Rio de Janeiro, da menina Larissa de Carvalho, 4 anos, por bala perdida.  [divide]Confronto esses dois fatos com as estatísticas […]

Leia mais

A resposta do mundo livre: “Je suis Charlie”

O brutal atentado terrorista contra a equipe de redação do jornal parisiense Charlie Hebdo, que deixou doze mortos e onze feridos, é o novo capítulo da Guerra contra o Terror que começou em 11 de Setembro de 2001 com o ataque às Torres Gêmeas em Nova Iorque. No sangrento episódio parisiense foram mortos quatro importantes […]

Leia mais

Tempos Densos

Um balanço de 2014 e as perspectivas para a sociedade brasileira, segundo Ricardo Vélez Rodriguez.* Os mais significativos desses fatos na sua desconjuntada sequência foram: a prisão dos condenados na Ação 470; a Copa do Mundo (com a derrota acachapante da seleção brasileira); as multitudinárias manifestações de repúdio à presidenta Dilma nos estádios, quando das […]

Leia mais
Integrantes da Comissão da Verdade empossados por Dilma Rousseff em 2012

Omissão da verdade

A Comissão da Verdade cumpriu com o seu cometido de Omissão da Verdade. Poderia ter ficado muda, teria sido melhor para o Brasil e para o respeito devido à inteligência dos brasileiros. Mas petralha é petralha. Caminha em linha reta rumo ao abismo, como escrevia Tocqueville dos revolucionários, nas suas Memórias de 1848. Napoleão dizia: […]

Leia mais

A Rússia, a modernização brasileira e a saída do patrimonialismo

É possível sair do Patrimonialismo, ou seja, da forma familística de gerir o Estado? Se, como propõem estudiosos do tema, aprofundarmos no caso da Rússia, um dos mais antigos Estados Patrimonialistas do Planeta, algumas lições podem ser extraídas dessa experiência, levando em consideração que o mencionado país conseguiu sair inteiro da dissolução da antiga União […]

Leia mais

A complexidade da situação no Brasil

A situação pós-eleitoral no Brasil está complexa. Difícil de entender, como são difíceis de entender os processos que ocorrem em diversos países da América Latina que são vítimas de crescente populismo ao longo das últimas duas décadas. Parece que a ira populista está perdendo força. Mas é uma questão de anos a sua substituição por […]

Leia mais

Gatunagens, delações e transparência

Nestes momentos de delação premiada, convém lembrar o pano de fundo cultural em que todo este affaire do Petrolão se desenvolve: a ética da esperteza que levou corruptores e corruptos a se considerarem superiores ao resto dos cidadãos deste país. Explico: tanto políticos corruptores como empresários corruptos pensaram que ganhariam uma bolada na surdina, gerindo […]

Leia mais

Eleições no Brasil de 2014 e na Colômbia de 1970

Todo mundo já está saturado com o populismo dos petistas e de seus coadjuvantes, especialmente com o ambiente de roubo generalizado aos cofres públicos, praticado à luz do dia com total desfaçatez. No dia das eleições, à noite, acompanhava com minha família, pela televisão, a contagem de votos. Aécio começou ganhando com uma vantagem muito […]

Leia mais

A grande mentira

“A grande mentira” caracteriza o regime petralha que, mediante subterfúgios e agredindo a legislação, tenta reeleger a presidente Dilma no próximo dia 26. Utilizo, para título deste comentário, a expressão acima, da lavra do filósofo polonês Leszek Kolakovski (1926), para designar o regime comunista após o “Relatório Krushov” (1956). Esse dístico apareceu depois em obras […]

Leia mais

Segundo turno

Patriotismo e bom senso contra neopopulismo Felizmente Aécio Neves, do PSDB, elegeu-se, no final deste primeiro turno, como o candidato das oposições, para enfrentar, no segundo, dia 26 deste mês, a candidata oficialista Dilma Rousseff, representante da proposta neopopulista defendida pelo PT e demais partidos da base aliada. Aécio firmou-se, nesta primeira rodada, justamente nos […]

Leia mais

Lições de uma campanha chocha

  Aécio Neves é a melhor opção para, depois do final deste lamentável governo, refazer a nossa economia, já bastante golpeada pela burrice estatizante e corporativa de três mandatos do PT. A primeira fase da campanha presidencial chega languidamente ao seu fim, envolta no nevoeiro das chuvas desta primavera incipiente. A característica marcante foi, a […]

Leia mais

O Mensalão II e as eleições

Dizia recentemente o candidato do PSDB à presidência, Aécio Neves, que o seu era um programa de governo que pouparia ao Brasil surpresas desagradáveis, em decorrência do nível de transparência que o caracterizaria e pelo fato de que a sua proposta de exercício do poder se situaria na linha de fazer do Estado uma instituição […]

Leia mais

Tempos de messianismo

A trágica morte de Eduardo Campos alterou o panorama da próxima eleição presidencial, como se pode ver pelas pesquisas de intenção de voto. A desaparição do jovem candidato colocou em primeira linha da disputa a sua Vice, Marina Silva, agora candidata do PSB em propriedade. Ela carregou consigo não só as intenções de voto que […]

Leia mais

Política externa maluca

“Eta mundo velho sem porteira!”, como dizia aquele personagem gaúcho de Érico Veríssimo em ‘O tempo e o vento’. Os tempos que vivemos não são para menos. Particularmente no Brasil, onde cada dia pioram os índices econômicos e as expectativas políticas ficam um tanto incertas. Era para a opinião pública já ter esconjurado Dilma. Mas […]

Leia mais

Presidencialismo imperial

“A Constituição (…) queria garantir ao Estado um executivo estável, forte e eficiente, respeitando, ao mesmo tempo, os princípios da democracia. Mas, com o correr dos anos, a instituição presidencial virou onipotente, irresponsável e – paradoxalmente – incompetente. Querendo abarcar a totalidade da vida pública, o poder presidencial invade todos os domínios, paralisa a ação […]

Leia mais

Destinos contrários

 [1] Chile, Peru, Colômbia e México, os países da Aliança do Pacífico, construíram, ao longo dos últimos dez anos, um círculo virtuoso: sanearam as suas economias, mantiveram taxas sustentadas de crescimento, diminuíram sensivelmente o desemprego, melhoraram os parâmetros sociais notadamente nos itens educação, segurança, transporte público e saneamento, e colocaram as suas empresas no circuito do […]

Leia mais

Novo Mensalão em ritmo de Petrotango

Quem já esperava ter visto tudo quanto é safadeza com o dinheiro público no Mensalão I do PT (aquele coordenado pelo Zé Dirceu et Caterva), pode tirar o cavalinho da chuva. O Mensalão II (da Petrobrás) é filme para público adulto. Melhor tirar as criancinhas da sala na hora do noticiário, quando o dossiê das falcatruas […]

Leia mais

Gilberto Paim, Pombal e Roberto Campos

Tópicos do artigo* GILBERTO FERREIRA PAIM (1919-2013) E A CRÍTICA LIBERAL AO PATRIMONIALISMO BRASILEIRO Ao analisar parte da obra do jornalista liberal Gilberto Paim, o autor põe em foco uma das mais importantes raízes do patrimonialismo, do estatismo, do dirigismo, do pensamento monopolista, do clientelismo responsáveis pela formação da cultura política brasileira que, ao contrário da […]

Leia mais

A segurança pública no Rio e os seus fiascos

O sistemático assassinato de policiais das UPPs no Rio de Janeiro está a mostrar que algo de urgente deve ser feito na política de segurança pública. O Secretário de Segurança do Estado do Rio, José Mariano Beltrame, declarou que se vive, no caso, uma situação de guerra. A falha principal na política das UPPs consiste […]

Leia mais