Série heróis da liberdade: Thomas Paine

Thomas Paine (29 de janeiro de 1737 – 8 de junho de 1809) é o nosso homenageado de hoje na série “heróis da liberdade”. Ativista político, filósofo e revolucionário, Paine, embora sendo inglês, foi um dos Fundadores dos Estados Unidos. Seu panfleto mais famoso, Common Sense, foi publicado pela primeira vez em 10 de janeiro de 1776, vendendo seus mil exemplares impressos imediatamente. No final daquele ano, 150.000 cópias – uma quantidade enorme para a época – foram impressas e vendidas. Common Sense teve um papel fundamental em convencer os colonos a pegar em armas contra a Inglaterra. Nele, Paine argumenta que o governo representativo republicano é superior a uma monarquia ou a outras formas de governo baseadas na aristocracia e na hereditariedade. O panfleto mostrou-se tão influente que John Adams teria declarado: “Sem a pena do autor do Common Sense, a espada de Washington teria sido levantada em vão”. Depois da independência, Paine retornou à Europa, onde ofereceu uma defesa contundente da Revolução Francesa com seu Direitos do Homem. Mais tarde, em 1793, curiosamente, o próprio Paine foi preso pelos jacobinos e acusado de traição em razão de sua oposição aos métodos revolucionários de Robespierre e sua gangue – mais especificamente à pena de morte, ao uso em massa da guilhotina e à execução de Luís XVI.

“Existem duas classes distintas de homens – aqueles que pagam impostos e aqueles que recebem e vivem de impostos.”

“Aqueles que esperam colher as bênçãos da liberdade devem, como os homens, sofrer a fadiga de apoiá-la.”

“A razão obedece a si mesma; a ignorância submete-se a qualquer coisa que lhe seja dita.”

“A força e o poder do despotismo consistem totalmente no medo da resistência.”

“O governo, mesmo em seu melhor estado, é apenas um mal necessário; em seu pior estado, é intolerável.”

“Aquele que quer sua própria liberdade segura, deve proteger mesmo o inimigo da opressão; pois se ele violar esse dever, estabelece um precedente que chegará a si mesmo.”

“Eu sempre apoiei vigorosamente o direito de cada homem a sua própria opinião, por mais diferente que essa opinião possa ser da minha. Aquele que nega ao outro este direito se faz escravo de sua opinião atual, porque se opõe ao direito de mudá-la.”

“Os direitos naturais são aqueles que sempre pertenceram ao homem no decorrer de sua existência. Deste tipo são todos os direitos intelectuais, ou os direitos da mente, e também todos os direitos de agir como um indivíduo para o seu próprio conforto e felicidade, desde que não prejudiquem os mesmos direitos dos outros.”

“Direitos não são dons de um homem para outro, nem de uma classe de homens para outra. É impossível descobrir qualquer origem de direitos senão na origem do homem; consequentemente, os direitos pertencem ao homem em razão de sua existência e, portanto, devem ser iguais para todo homem.”

Leia também:  Quem tem medo da realidade, da razão e da autoestima?

“A moderação no temperamento é sempre uma virtude; mas a moderação com princípios é sempre um vício.”

“O fim de todas as associações políticas é a preservação dos direitos naturais e imprescritíveis do homem; e esses direitos são liberdade, propriedade, segurança e resistência à opressão.”

“Os direitos naturais são aqueles que sempre pertenceram ao homem em razão de sua existência. Deste tipo são todos os direitos intelectuais, ou direitos da mente, e também todos os direitos de agir como um indivíduo para seu próprio conforto e felicidade, desde que não sejam prejudiciais aos mesmos direitos dos outros.”

“Argumentar com uma pessoa que renunciou ao uso da razão é como administrar remédios aos mortos.”

“Um corpo de homens que possam responder por seus atos não deve ser confiado a mais ninguém.”

“Nós repousamos uma confiança imprudente em qualquer governo, ou em qualquer homem, quando os investimos oficialmente com muito (ou com uma quantidade desnecessária de) poder discricionário.”

“A ideia de legisladores hereditários é tão inconsistente quanto a dos juízes hereditários, ou jures hereditários; e tão absurda quanto um matemático hereditário ou um sábio hereditário; e tão ridícula quanto um poeta laureado hereditário.”

“A avidez de punir é sempre perigosa para a liberdade. Isso leva os homens a estender, a interpretar mal e a aplicar de maneira inadequada até mesmo as melhores leis.”

“Considero a guerra da América contra a Grã-Bretanha como a guerra do país, a guerra do público ou a guerra do povo em seu próprio nome, pela segurança de seus direitos naturais e pela proteção de sua própria propriedade.”

“Os gregos e romanos estavam fortemente possuídos pelo espírito da liberdade, mas não pelo princípio, pois ao mesmo tempo em que eles estavam determinados a não serem escravos, também empregavam seu poder para escravizar o resto da humanidade.”

“O governo não é um negócio que qualquer homem ou grupo de homens tem o direito de criar e exercer para o seu próprio emolumento, mas é totalmente uma confiança, no direito daqueles por quem essa confiança é delegada, e para quem é sempre retornável. Não tem em si direitos, mas somente deveres.”

“Nenhum país pode ser chamado de livre, se é governado por um poder absoluto; e não importa se é um poder real absoluto ou um poder legislativo absoluto, pois as conseqüências serão as mesmas para as pessoas.”

“Homens que consideram a si mesmos nascidos para reinar e os outros para obedecer logo se tornam prepotentes; selecionados do resto da humanidade, suas mentes são envenenadas cedo pela importância.”

“Uma constituição não é o ato de um governo, mas de um povo que constitui um governo; e governo sem constituição é poder sem direito. Todo poder exercido sobre uma nação deve ter algum começo. Deve ser delegado ou assumido. Não há outras fontes. Todo poder delegado é legítimo e todo poder assumido é usurpação. O tempo não altera a natureza e a qualidade de nenhum dos dois.”

Leia também:  A filosofia do fracasso

“Uma constituição define e limita os poderes do governo que cria. Segue-se, portanto, como um resultado natural e também lógico, que o exercício governamental de qualquer poder não autorizado pela constituição é um poder assumido e, portanto, ilegal.”

“O bom senso nos dirá que o poder que se esforçou para subjugar-nos é, entre todos os outros, o mais impróprio para nos defender.”

“Aqueles que esperam colher as bênçãos da liberdade devem, como os outros homens, sofrer o fardo de apoiá-la.”

“As maiores tiranias são sempre perpetuadas em nome das causas mais nobres.”

“Reputação é o que homens e mulheres pensam de nós; caráter é o que Deus e os anjos conhecem de nós.”

“Armas desestimulam e mantêm o invasor e saqueador preocupados, e preservam a ordem no mundo, bem como a propriedade … Dano terrível aconteceria se os cumpridores da lei fossem privados do uso delas.”

“Quando todos os outros direitos são retirados, o direito de rebelião se levanta.”

“A independência é a minha felicidade. Eu vejo as coisas como elas são, sem considerar o lugar ou a pessoa; meu país é o mundo e minha religião é fazer o bem.”

“O que é chamado de república não é uma forma particular de governo … é naturalmente o contrário da monarquia, que significa poder arbitrário.”

“A sociedade é produzida pelos nossos desejos e o governo, pela nossa maldade.”

“Você não pode minar a autoridade policial e depois se queixar do aumento do crime.”

“A virtude não é hereditária.”

“O homem não entra em sociedade para … ter menos direitos, mas para ter esses direitos melhor protegidos”.

“Toda ciência tem como base um sistema de princípios tão fixos e inalteráveis ​​quanto aqueles pelos quais o universo é regulado e governado. O homem não pode criar princípios; ele só pode descobri-los.”

“Quando o poder extraordinário e o pagamento extraordinário são atribuídos a qualquer indivíduo em um governo, ele se torna o centro, ao redor do qual todo tipo de corrupção se gera e se forma.”

“Um exército de princípios penetrará onde um exército de soldados não pode.”

“Quando os homens renunciam ao privilégio de pensar, a última sombra da liberdade deixa o horizonte.”

“Uma nação sob um governo bem regulado não deveria permitir que ninguém permanecesse desinstruído. É um governo monárquico e aristocrático que requer ignorância para apoiá-lo.”

“Ao rever a história do governo inglês, suas guerras e seus impostos, um espectador, não cegado pelo preconceito nem distorcido pelo interesse, declararia que os impostos não foram elevados para a realização de guerras, mas que as guerras foram levantadas para aumentar os impostos.”

Leia também:  O Novo Mundo pode ser aqui

“A guerra envolve em seu progresso uma série de circunstâncias imprevistas que nenhuma sabedoria humana pode calcular o fim; tem apenas uma coisa certa, que é aumentar os impostos.”

“A mistura de religião com política deve ser desautorizada e reprovada por todos os habitantes da América.”

“A proteção da pessoa de um homem é mais sagrada do que a proteção de sua propriedade.”

“Nunca é de se esperar em uma revolução que todo homem mude sua opinião no mesmo momento. Nunca houve qualquer verdade ou princípio tão irresistivelmente óbvio que todos os homens acreditassem imediatamente. Tempo e razão devem cooperar entre si para o estabelecimento final de qualquer princípio; e, portanto, aqueles que vierem a ser os primeiros convencidos não têm o direito de perseguir os outros, em quem a convicção opera mais lentamente. O princípio moral das revoluções é instruir, não destruir.”

“Ainda encontramos a mão gananciosa do governo se lançando em todos os cantos e frestas da indústria… A criatividade é exercida continuamente para fornecer novas pretensões de receita e tributação. Observa a prosperidade como sua presa e não permite que ninguém escape sem um tributo.”

“Não é uma caridade, mas um direito, não uma recompensa, mas justiça, que estou implorando. O estado atual da civilização é tão odioso quanto injusto. É absolutamente o oposto do que deveria ser, e é necessário que uma revolução seja feita nela.”

“O direito de votar por representantes é o direito primário pelo qual outros direitos são protegidos. Tirar esse direito é reduzir um homem à escravidão, pois a escravidão consiste em sujeitar-se à vontade de outro, e aquele que não tem voto na eleição de representantes está neste caso.”

“O governo não tem o direito de fazer parte em nenhum debate sobre os princípios ou modo de formação ou de mudança das constituições. Não é para o benefício daqueles que exercem os poderes do governo que as constituições e os governos que delas emanam são estabelecidos.”

“Portanto, sendo a segurança o verdadeiro desígnio e o fim do governo, segue-se sem contestação que qualquer que seja sua forma mais provável de garantir isso a nós, com o menor custo e maior benefício, é preferível a todos os outros.”

Ajude o Instituto Liberal no Patreon!
João Luiz Mauad

João Luiz Mauad

João Luiz Mauad é administrador de empresas formado pela FGV-RJ, profissional liberal (consultor de empresas) e diretor do Instituto Liberal. Escreve para vários periódicos como os jornais O Globo, Zero Hora e Gazeta do Povo.