fbpx

P. J. O’Rourke, R.I.P.

Soube há pouco que morreu ontem o jornalista, comentarista político e econômico, escritor e humorista P.J. O’Rourke. Com 19 livros publicados, sendo três best-sellers, foi crítico contumaz do progressismo e do populismo contemporâneos, da interferência governamental na vida privada e nos negócios das pessoas. Seguem algumas de suas frases mais brilhantes:

“Uma das coisas irritantes sobre acreditar no livre-arbítrio e na responsabilidade individual é a dificuldade de encontrar alguém para culpar por seus problemas. E quando você encontra alguém, é notável a frequência com que a foto dele se aparece com a da sua carteira de motorista.”

“No âmago do esquerdismo está uma criança mimada – infeliz, como todas as crianças mimadas, insatisfeita, exigente, indisciplinada, despótica e inútil. O esquerdismo é uma filosofia de pirralhos chorões.”

“A Autoridade sempre atraiu os elementos mais baixos da raça humana”.

“Seu dinheiro não causa minha pobreza. A recusa em acreditar nisso está no âmago dos piores pensamentos econômicos.”

“Um pequeno governo e um pouco de sorte são necessários na vida, mas apenas um tolo confia em qualquer um deles.”

“O humor é uma excelente ferramenta para explicar as coisas, especialmente quando o que você está explicando é assustador, monótono ou complicado.”

“Lembre-se que toda a receita fiscal é o resultado de uma arma apontada para a cabeça de alguém. Não pagar impostos é contra a lei. Se você não pagar seus impostos, você será multado. Se você não pagar a multa, você será preso. Se você tentar fugir da prisão, será fuzilado.”

“Há muitos níveis de medo e reclamação sobre o envolvimento do governo nos negócios. Em primeiro lugar, claro, está a incompetência.”

“Se quisermos que o mundo todo seja rico, precisamos começar a amar a riqueza. Na diferença entre pobreza e abundância, o problema é a pobreza. A riqueza é boa.”

“Quando uma entidade privada não produz os resultados desejados, ela é eliminada (ou pelo menos algumas partes dela). Mas uma entidade pública fica maior.”

“Uma das coisas que me faz um conservador, ou um libertário, ou o que diabos eu seja, é que não gosto muito do governo grande, eu não gosto da concentração do poder.”

“Sempre que o governo se propõe a envolver-se na regulamentação do mercado, tenha muito, muito cuidado com quem está por trás dessa proposta e quais são seus motivos.”

“A ideia do capitalismo não é apenas o sucesso, mas também o fracasso que permite que o sucesso aconteça.”

“Tudo que é divertido na vida é perigoso. Corridas de cavalos, por exemplo, são muito perigosas. Mas tente projetar um cavalo seguro e o resultado será uma vaca … É impossível estar vivo e seguro.”

“Imagine se toda a vida fosse determinada pela regra da maioria. Cada refeição seria uma pizza.”

“Quando o comércio é controlado pela legislação, as primeiras coisas a serem compradas e vendidas são os legisladores.”

“Não há virtude na caridade compulsória do governo, e não há virtude em defendê-la. Um político que se mostra “carinhoso” e “sensível” porque quer expandir os programas de caridade do governo está apenas dizendo que está disposto a tentar fazer o bem com o dinheiro de outras pessoas. Bem, quem não está?”

“O livre mercado é tão feio e estúpido quanto ir ao shopping.”

“Preocupar-se com a superpopulação é uma maneira perfeita e sem culpa de os “progressistas” serem racistas.”

“Você sabe, se o governo fosse um produto, vendê-lo seria ilegal. O governo é um perigo para a saúde. Os governos mataram muito mais pessoas do que cigarros ou cintos de segurança soltos.”

“Os pobres do mundo não podem enriquecer com a redistribuição da riqueza. A pobreza não pode ser eliminada punindo as pessoas que escaparam da pobreza.”

“Dar dinheiro e poder ao governo é como dar as chaves do carro e uísque a garotos adolescentes.”

“Se o liberalismo fosse fácil de explicar, … acho que já teria sido feito. Muitas pessoas muito inteligentes já se dedicaram a criar uma agenda que as pessoas pudessem entender. Mas o problema, claro, é que o liberalismo não é político. É uma espécie de anti-política. Quer tirar um monte de coisas da arena política.”

“De qualquer forma, nenhuma droga, nem mesmo o álcool, causa os males fundamentais da sociedade. Se estamos procurando a fonte de nossos problemas, não devemos testar as pessoas por drogas, devemos testá-las por estupidez, ignorância, ganância e amor ao poder.”

“Se você acha que a assistência médica é cara agora, espere até ver o que custará quando for grátis.”

“A boa notícia é que, segundo o governo Obama, os ricos pagarão por tudo. A má notícia é que, de acordo com o governo Obama, você é rico.”

“A política é o negócio de obter poder e privilégio sem possuir mérito”.

“Algo vale o que alguém paga por ele. Nada mais, nada menos.”

“Um político é qualquer pessoa que pede aos indivíduos que entreguem parte de sua liberdade (…) ao Estado, às Massas, à Humanidade, ao Planeta Terra ou qualquer outra coisa. Esse estado, essas massas, essa humanidade e o planeta serão então governados. . . por políticos”.

João Luiz Mauad

João Luiz Mauad

João Luiz Mauad é administrador de empresas formado pela FGV-RJ, profissional liberal (consultor de empresas) e diretor do Instituto Liberal. Escreve para vários periódicos como os jornais O Globo, Zero Hora e Gazeta do Povo.