O governo não deveria se envolver com a educação

Todos nós temos sim o direito à educação.

No entanto, termos direito à educação não significa que os outros têm o dever de educar-nos.

Direito à educação significa que ninguém pode ser impedido de buscar conhecimento se tiver vontade e condições de fazê-lo.

Quando o governo obriga os indivíduos a buscarem educação e coage outros a provê-los com a educação que os burocratas do governo prescrevem, está educando os indivíduos a não serem nem livres e nem independentes.

Responsabilidade se aprende com a liberdade e conhecimento se busca para satisfazer nosso autointeresse e nossos propósitos cuja satisfação é porta para a felicidade.

Leia também:  A intolerância do PT

A lição número um que precisamos aprender é que cada um de nós é um fim em si mesmo, o que exige que não sejamos servos uns dos outros.

Obviamente, crianças não tem responsabilidade sobre si mesmas. A responsabilidade sobre elas é dos pais ou responsáveis e a eles cabe a tarefa de prover educação, diretamente ou contratando escolas ou professores independentes.

Nesse sentido, ter o governo envolvido com a educação jamais fará sentido, a não ser que educar seja sinônimo de domesticar ou conformar, mas quem nasceu para ser humano não deseja ser transformado num mascote obediente da sociedade, deseja?

Leia também:  Como conversar com Marcia Tiburi?
Gostou do texto? Ajude o Instituto Liberal no Patreon!