fbpx

O desejo da liberdade

Desde cedo fomentamos o desejo de liberdade. Lembre-se da adolescência e a busca incessante pela maioridade. O simples ato de tirar a carteira de motorista representava a tão desejada liberdade. Serei livre para fazer o que bem entender. Será?

Ser dono de suas próprias escolhas passa pelo conceito aplicado à liberdade por Aristóteles: a capacidade de decidir-se a si mesmo para um determinado agir ou sua omissão. Será isso, então, o que buscamos com a maioridade? Ou o ponto está no sentimento de “liberdade” gerado pelo efeito que aquele momento pode trazer?

Ao tratar o termo liberdade pelo viés econômico, recorremos à ideia de Adam Smith, em que o “laissez-faire” é o caminho para o desenvolvimento e ampara o progresso baseado nas ações individuais e seus resultados, o que preconiza a liberdade de execução sem que entes externos intervenham nesse contexto.

Evidenciamos os benefícios de se viver em nações em que a defesa da vida, da propriedade privada e da liberdade de mercado são realidades, como a prosperidade econômica americana, até então. Paralelamente, avaliando o pensamento de Locke, em que a soberania está na população e não no Estado, na medida em que os indivíduos estão submetidos a leis que regulam a conduta em sociedade, ainda que Locke entendesse que “sem leis não há liberdade” e sem adentrar no mérito da necessidade de existirem leis, indaga-se se a liberdade, de certa forma, já nasce limitada.

Ainda nessa linha, observamos a restrição, e até mesmo acometimento, ao indivíduo quanto sua liberdade, seja ela de orientação sexual, religiosa, política e até mesmo de pensamento. Cotidianamente nos deparamos com essas agressões, seja em entrevistas nos noticiários, em discussões no trânsito e até mesmo dentro das reuniões familiares, o que reforça a hipótese de que a liberdade é um desejo, em essência, que pode apresentar limitações práticas.

Seria, então, a liberdade um sonho, uma utopia ou mesmo um objetivo impossível de ser alcançado em sua essência e, por isso mesmo, tão sedutor e atraente que nos esquecemos ao final o que buscamos?

Os questionamentos em torno do conceito de liberdade são inúmeros e perpassam necessariamente por reflexões acerca da nossa própria existência como indivíduos e a vida em sociedade. Talvez busquemos encontrar uma certa liberdade, uma liberdade confortável e segura, e não qualquer liberdade ou a liberdade simplesmente.

Sempre pagaremos o preço pela busca da liberdade, ainda que nem sempre encontremos a ideal. É uma busca constante e insistente que desperta o mesmo sentimento para a maioridade: é o desejo mais insaciável de se desfrutar e seu preço é a eterna vigilância.

Renan Bortolini – Associado Trainee do Instituto Líderes do Amanhã.

Instituto Liberal

Instituto Liberal

O Instituto Liberal é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a pesquisa, produção e divulgação de idéias, teorias e conceitos que revelam as vantagens de uma sociedade organizada com base em uma ordem liberal.