fbpx

As ideias de Marx nunca foram colocadas em prática?

Dou uma colher de chá aos marxistas que afirmam que Marx nunca foi realmente aplicado e muitas vezes foi deturpado.
 
O filósofo alemão realmente nunca teve direito a ver, no auge de suas ideias, no século XX, alguma sociedade que seguisse à risca sua cartilha da revolução proletária. Para não dizer que nenhuma sociedade deixou Marx admirado, o próprio escreve que a breve experiência da Comuna de Paris em 1871 foi a verdadeira expressão da ditadura do proletariado, mas o regime durou menos de dois meses após a revolução ser suprimida.
 
Porém, após a falha da Comuna, as ideias marxistas começaram logo a sofrer o desgaste do tempo, deixando-as com expressões ultrapassadas. O marxismo acreditava que a revolução do proletariado era uma expressão do tempo na sociedade capitalista, mais exatamente sobre a primeira fase do capitalismo, que se convencionou chamar capitalismo manchesteriano. A Comuna de Paris deixou muitos marxistas à espreita de a França eclodir no primeiro país a se tornar socialista e rumar ao comunismo. Ledo engano, já que a França, embora hoje tenha o único partido socialista da Europa Ocidental ainda seguidor das ideias de Marx, passou longe de sofrer uma experiência socialista como descrita por Marx.

Como sabemos, o primeiro país a adentrar no comunismo foi a Rússia, após a revolução de 1917. Porém, é possível notar, quando se revisita a Rússia pré revolução, que o país estava longe de ser uma sociedade capitalista industrial que projetaria a revolução do proletariado. A Rússia czarista ainda preservava o modelo de transição do feudalismo com uma monarquia absolutista forte, característico dos tempos coloniais. Não havia sequer capital sendo produzido e a nobreza era garantida apenas pelo poder emanado do monarca. Sequer havia uma burguesia no país.

Marx, em certo ponto do final da vida, ainda trocara cartas com uma jovem russa alegando pensar em alguma possibilidade de revolução proletária na situação de miséria a que o país se submetia sem entrar no capitalismo; porém, nunca expressou de alguma forma o que imaginaria para o maior país, deixando em aberto a possibilidade para um jovem russo chamado Vladimir Ilitch Ulianov.

O jovem Vladimir, que perdeu um irmão em uma revolta contra o czar, encontrou nas ideias do filósofo alemão algo que julgava poder executar em sua terra natal, ainda presa à era feudal. Este jovem então adota o pseudônimo que o colocaria na história da forma que você o conhece, ao assinar suas cartas como Lenin.

Lenin modifica o ideário revolucionário de Marx para o molde da sociedade russa ao criar a doutrina que mudaria a concepção de marxismo para sempre: o marxismo-leninismo.

Esta doutrina capitaneou todas as revoluções socialistas do século XX em países em que a revolução industrial não deu as graças para introduzir o capitalismo e realizar a prometida revolução socialista conforme a previsão de Marx.

A doutrina, povoada de uma noção econômica para sociedades ruralizadas e um forte culto personalista (que Marx abominava), se tornou um modelo padrão para todas as vertentes comunistas que passaram a se formar posteriormente.

O stalinismo é a pura expressão de uma doutrina totalitária e nacionalista de estado e moldou o sentido da Guerra Fria em prol dos interesses de uma única nação, a União Soviética. O socialismo, nesta fase, tende a se tornar um instrumento de interesse para os objetivos deste país. Nem mesmo o processo conhecido como desestalinização promovido pelo sucessor de Stalin, Nikita Kruschev, conseguiu alterar a concepção da geopolítica do estado soviético.

A doutrina maoísta, hoje registrada apenas na política e na sociedade chinesa (que adotou o capitalismo como política econômica), mesclou de maneira curiosa a noção confucionista de pátria chinesa com o marxismo. Reproduzindo estruturas monárquicas milenares no partido comunista chinês e pregando a supremacia da etnia Han.

A doutrina Juche da Coreia do Norte talvez seja uma das mais absurdas: a família Kim é centro de uma forte mitologia baseada em religiões coreanas tradicionais, sendo posta em patamares divinos e unida à noção de autossuficiência nacional.

Os modelos socialistas africanos, geralmente colocados como sinônimos, são distintos modelos personalistas de famílias que se sustentam no poder. O socialismo é apenas uma conveniência das alianças da Guerra Fria.

Não é por isso que Marx se torna correto. Sua doutrina profética e baseada em dogmas incontestáveis, supondo-se modelo científico a respeito do materialismo histórico dialético, provou a inviabilização de suas ideias durante os últimos 150 anos, tendo estas que se deformar a ponto de se postarem irreconhecíveis à concepção original. Sem falar nas ditaduras totalitárias, opressões, censuras derivadas de sua imposição forçada perante a sociedade.

*Artigo publicado originalmente na página Liberalismo Brazuca no Facebook.

Instituto Liberal

Instituto Liberal

O Instituto Liberal é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a pesquisa, produção e divulgação de idéias, teorias e conceitos que revelam as vantagens de uma sociedade organizada com base em uma ordem liberal.