‘Joga pedra no Levy’

“Para a difícil missão de pôr no lugar a bagunça feita na economia, o governo escalou um ministro da fazenda que pensa completamente diferente da crença econômica que a presidente exibiu no primeiro mandato. […]

Joaquim_Levy_CartaCapitalNo PT, o ataque já está preparado. Será tudo considerado culpa do ministro da Fazenda. Ele está empenhado na missão impossível de fazer o ajuste fiscal em um governo que genuinamente acredita que a gastança traz o crescimento*.

O primeiro mandato deixou a economia em ruínas, e a presidente Dilma não foi efetiva […] em evitar o pior.  Ela deixou a turma de Mantega e Augustin levar às ultimas conseqüências uma política insensata. O país está estagnado neste começo de 2015 com inflação de 8%. Sim, o nome disso é estagflação. Obra da turma que já se recolheu depois de cumprir todas as ordens de Dilma. Aquela política econômica era genuinamente dela. Deu errado. Agora chamam Joaquim Levy para consertar. Vai levar tempo e vai doer. O PT, o que faz? Bota a culpa no Levy. Joga pedra no Levy.

A presidente chamou um ministro que tem pensamento econômico completamente diferente do seu, do seu ministro da Casa Civil e da direção do PT. Achou que assim era mais fácil: chama o Levy, ele põe ordem na casa, e depois basta pôr nele a culpa dos efeitos colaterais. […] “

(*) O velho discurso de “distribuir antes de esperar o bolo crescer”.

[divide]

Trecho de “Joga pedra no Levy“,  Míriam Leitão e Alvaro Gribel, O Globo, 31.03.2015, blog Miriam Leitão.com, enviado por H. E. Marques. Nota de observação do remetente.

Grifo nosso no primeiro parágrafo.

imagem: site de Carta Capital 
Ligia Filgueiras

Ligia Filgueiras

Jornalista, Bacharel em Publicidade e Propaganda (UFRJ). Colaboradora do IL desde 1991, atuando em fundraising, marketing, edição de newsletters, do primeiro site e primeiros blogs do IL. Tradutora do IL.

Um comentário em “‘Joga pedra no Levy’

  • Avatar
    07/04/2015 em 2:23 am
    Permalink

    Parabéns Levy, ao aceitar esse cargo, você serviu de bode expiatório para o que o PT fez com o Brasil.

Fechado para comentários.