Homenagem a Edmund Burke, o baluarte da liberdade

Meu baluarte da liberdade de hoje é uma homenagem aos meus amigos conservadores (clássicos). Edmund Burke, nascido em Dublin, na Irlanda, no dia 12 de janeiro de 1729, foi político, escritor e grande orador – um dos mais brilhantes membros do Parlamento Britânico. Em 1765, Edmund Burke entrou para a política, quando foi eleito membro da Câmara dos Comuns pelo partido Whig, que na época agrupava tendências liberais em oposição aos Tories. Burke defendia o papel do parlamento e dos partidos políticos no sentido de evitar o abuso da monarquia. Como teórico político, Burke fez as mais severas críticas de sua época à ideologia fanática da Revolução Francesa, chegando a afirmar que ela foi um marco da ignorância e da brutalidade. Fiquem com algumas lições deste grande conservador:

“A única coisa necessária para o triunfo do mal é que os homens bons não façam nada.”

“A essência da tirania é a imposição de leis estúpidas.”

“Aqueles que já estiveram intoxicados com poder, e derivaram qualquer tipo de emolumento dele, mesmo que por um ano, nunca poderão de bom grado abandoná-lo. Eles podem estar angustiados no meio de todo o seu poder; mas eles nunca olharão para nada além de poder para seu alívio.”

“Numa democracia, a maioria dos cidadãos é capaz de exercer as opressões mais cruéis contra a minoria.”

“Nada acaba sendo tão opressivo e injusto como um governo fraco.”

“As maneiras são mais importantes que as leis. As maneiras são o que nos ira ou acalma, corrompe ou purifica, exalta ou rebaixa, barbariza ou refina-nos, por uma operação constante, uniforme, insensível, como a do ar que respiramos.”

“Não há segurança para os homens honestos, exceto em acreditar em todo mal possível dos homens maus e agir com prontidão, decisão e firmeza nessa crença.”

“É um erro popular geral supor que os queixosos mais contundentes do público são os mais ansiosos pelo seu bem-estar.”

“Quanto maior o poder, mais perigoso é o abuso.”

“Pessoas esmagadas pela lei não têm esperanças senão do poder. Se as leis são suas inimigas, eles serão inimigos das leis; e aqueles que têm muita esperança e nada a perder, sempre serão perigosos.”

“As pessoas nunca desistem de suas liberdades, exceto sob alguma ilusão.”

“Todos nós devemos obedecer à grande lei da mudança. É a lei mais poderosa da natureza.”

“A maior segurança do povo, contra as usurpações de seus superiores, é manter o Espírito da Liberdade constantemente desperto.”

“O maior pecado é não fazer nada, porque você só pode fazer pouco.”

“Não é porque meia dúzia de gafanhotos sob uma samambaia fazem o campo chiar com sua fenda importuna, enquanto milhares de grandes cabeças de gado, repousam sob a sombra do carvalho britânico, ruminam e ficam em silêncio, que devemos imaginar que aqueles que fazem o barulho são os únicos habitantes do campo; que são muitos em número; ou que, afinal de contas, eles são mais do que insetos pequenos, enrugados, escassos, saltitantes, embora barulhentos e incômodos na hora.”

Leia também:  Série Heróis da Liberdade: Ayn Rand

“Boa ordem é a base de todas as coisas.”

“A educação é a defesa mais barata das nações.”

“E tendo olhado para o Governo em busca de pão, na primeira escassez eles se virarão e morderão a mão que os alimentou.”

“Esse tipo de pessoa está tão envolvido com suas teorias sobre os direitos do homem que esqueceu totalmente da sua natureza.”

“Sempre que uma separação é feita entre liberdade e justiça, nenhuma das duas, na minha opinião, está segura.”

“Se nós comandarmos nossa riqueza, seremos ricos e livres; se nossa riqueza nos comanda, somos pobres de fato.”

“Há um limite para as paixões dos homens quando eles agem por sentimentos; mas nenhum quando estão sob a influência da imaginação.”

“Nada, na verdade, além da posse de algum poder pode, com alguma certeza, descobrir o que, no fundo, é o verdadeiro caráter de qualquer homem.”

“Liberdade e não servidão é a cura da anarquia; como religião, e não ateísmo, é o verdadeiro remédio para a superstição.”

“Leis ruins são o pior tipo de tirania.”

“Os homens gostam de ouvir sobre o seu poder, mas têm um extremo desprezo para serem informados do seu dever.”

“O livre comércio não se baseia na utilidade, mas na justiça.”

“Está ordenado na constituição eterna das coisas, que homens de mentes intemperantes não podem ser livres. Suas paixões forjam seus grilhões.”

“A prudência não é apenas a primeira no ranking das virtudes políticas e morais, mas ela é a diretora e reguladora, o padrão de todas as demais.”

“Liberdade sem virtude não é liberdade, mas licença para perseguir as paixões que prevalecem na mente intempestiva; o direito do homem à liberdade deve ser em proporção exata à sua disposição de colocar correntes em seus próprios apetites; quanto menos restrição de dentro, mais deve ser imposta de fora.”

“É sem dúvida o negócio dos ministros consultar as inclinações do povo, mas eles devem tomar muito cuidado para que não recebam essa inclinação apenas das poucas pessoas que possam se aproximar deles.”

“Quando você me encontrar tentando invadir sua casa para pegar seu alimento, sob qualquer pretensão, mas acima de tudo sob pretensão de pureza de religião e caridade cristã, atire em mim como num ladrão e um hipócrita, o que, nesse caso, eu certamente serei .”

“Entre as precauções contra a ambição, pode não ser errado tomar precauções contra a nossa própria. Devo dizer, temo o nosso próprio poder e a nossa própria ambição: temo sermos muito temidos.”

Leia também:  Por que voto em João Amoêdo?

“Eu não posso conceber como qualquer homem pode ter chegado a esse grau de presunção, a considerar seu país como nada além de uma folha branca, sobre a qual ele pode rabiscar o que lhe agrada.”

“A parte distintiva da nossa constituição é a liberdade. Para preservar essa liberdade inviolada, é o dever peculiar e a devida confiança de um membro da Casa dos Comuns. Mas a liberdade, a única liberdade que quero dizer, é uma liberdade conectada com a ordem, e que só existe com ordem e virtude, mas não pode existir de maneira alguma sem elas. É inerente ao governo bom e estável, como sua substância e princípio vital.”

“Fatos são para a mente o que comida é para o corpo. Da devida digestão dos primeiros depende a força e a sabedoria, assim como o vigor e a saúde dependem do outro. O mais sábio conselheiro, o mais hábil debatedor e o mais agradável companheiro no comércio é aquele homem que assimilou à sua compreensão o maior número de fatos.”

“A grande entrada pela qual a opressão entrou no mundo foi a pretensão de um homem determinar a respeito da felicidade de outro.”

“Todo governo, na verdade todo benefício e prazer humano, toda virtude e todo ato prudente, é baseado em concessões e permuta.”

“Todas as leis humanas são, propriamente falando, apenas declaratórias; elas podem alterar o modo e a aplicação, mas não têm poder sobre a substância da justiça original.”

“Você vai sorrir aqui com a consistência daqueles democratas que, quando não estão em guarda, tratam a parte mais humilde da comunidade com o maior desprezo, enquanto, ao mesmo tempo, fingem torná-los depositários de todo o poder.”

“Sob a pressão das preocupações e tristezas de nossa condição mortal, os homens têm, em todos os momentos e em todos os países, chamado por alguma ajuda física para suas consolações morais – vinho, cerveja, ópio, brandy ou tabaco.”

“A tolerância é boa para todos ou não é boa para ninguém.”

“A liberdade que eu quero dizer é liberdade social. É esse estado de coisas em que a liberdade é assegurada pela igualdade de restrição. Uma constituição de coisas em que a liberdade de nenhum homem, e nenhum corpo de homens, e nenhum número de homens, pode encontrar meios de transgredir a liberdade de qualquer pessoa, ou qualquer classe de pessoas, na sociedade. Esse tipo de liberdade é, na verdade, apenas outro nome para a justiça.”

“O homem age a partir de motivos adequados em relação ao seu interesse, e não em especulações metafísicas.”

“Uma democracia perfeita é, portanto, a coisa mais sem vergonha do mundo.”

“Falar de crime atroz em linguagem suave é traição à virtude.”

“O que quer que cada homem possa fazer separadamente, sem invadir os outros, ele tem o direito de fazer por si mesmo; e ele tem direito a uma porção justa de tudo o que a sociedade, com todas as combinações de habilidade e força, pode fazer a seu favor. Nesta parceria, todos os homens têm direitos iguais; mas não a coisas iguais.”

Leia também:  Está na hora de encarar a realidade

“A nobreza é um ornamento gracioso para a ordem civil. É a capital coríntia da sociedade polida.”

“É uma vantagem de toda a sabedoria estreita e moral estreita que suas máximas tenham um ar plausível; e, numa visão superficial, parecem iguais aos primeiros princípios. Elas são leves e portáteis. São como atuais moedas de cobre; e de igual valor.”

“Quando a escravidão é estabelecida em qualquer parte do mundo, aqueles que são livres são de longe os mais orgulhosos e ciumentos de sua liberdade.”

“As leis mais favoráveis ​​podem fazer muito pouco para a felicidade das pessoas quando a disposição do poder dominante é adversa a elas.”

“O tribunal de consciência existe independente de regras e decretos.”

“O verdadeiro perigo é quando a liberdade é tolhida, por conveniência e por partes.”

“Nossa paciência alcançará mais que nossa força.”

“O poder, em qualquer mão, raramente é culpado de limitações muito estritas sobre si mesmo.”

“A tirania de uma multidão é uma tirania multiplicada.”

“Os tiranos raramente precisam de pretextos.”

“Muitos dos maiores tiranos nos registros da história começaram seus reinos da maneira mais justa. Mas a verdade é que esse poder antinatural corrompe o coração e o entendimento.”

“De todas as coisas, o que mais apavora a sabedoria é o fanatismo epidêmico, porque, de todos os inimigos, é aquele contra o qual ela é a menos capaz de fornecer qualquer tipo de recurso.”

“A disposição de preservar e a capacidade para melhorar, tomadas em conjunto, seria o meu padrão de estadista.”

“A taxação é um negócio fácil. Qualquer planejador pode criar novas imposições; qualquer trapalhão pode incrementá-las; mas é totalmente sábio colocar como limite para suas imposições a paciência daqueles que as devem suportar?”

“A política deve ser ajustada não aos raciocínios humanos, mas à natureza humana, da qual a razão é apenas uma parte e de modo algum a maior parte.”

“O aplauso é o impulso de mentes nobres, o fim e o objetivo dos fracos.”

“A história consiste, na maior parte, nas misérias trazidas ao mundo pelo orgulho, ambição, avareza, vingança, luxúria, sedição, hipocrisia, zelo sem governo, e todo o tipo de apetite desordenado.”

“O vício incapacita um homem de todo dever público; ele enfraquece os poderes de seu entendimento e torna sua mente paralítica.”

Gostou do texto? Ajude o Instituto Liberal no Patreon!