Direitos individuais são inalienáveis e o governo deve protegê-los

É muito melhor a proteção dos direitos individuais acobertar bandidos do que toda a população inocente ficar com seus direitos individuais desprotegidos, porque o governo é incompetente para identificar e processar quem um crime tiver cometido. Um governo que viola os direitos individuais para combater o crime está ele próprio agindo como um criminoso, porque […]

Leia mais

Sobre o contingenciamento e a regra de ouro

É tanta confusão e tanta dificuldade do governo para explicar o tal contingenciamento, que resolvi tentar eu mesmo. O contingenciamento é necessário para que a administração se mantenha dentro da chamada “regra de ouro”, que permite ao governo aumentar a dívida pública somente para pagar dívidas antigas ou fazer investimentos – e nunca para pagar […]

Leia mais

Existem duas formas de combater a corrupção: nas causas e nas consequências

Nas causas: basta tirar o poder de intervenção do governo na economia e os achacadores perdem força. O resultado será fantástico! Impossibilitados de comprar o poder político, as corporações empresariais e sindicais terão apenas um meio de sustento, a criação de valor para a sociedade. Já os políticos e burocratas, sem poder para criar dificuldades […]

Leia mais

Por que a regulamentação econômica pode ser muito ruim para a sociedade?

Regulação ou regulamentação significa imposição de regras, normas ou leis. Ela se dá, então, por via legislativa ou administrativa. Desregulamentação corresponde à redução ou eliminação das normas existentes. No caso brasileiro, propor uma redução das regras vigentes equivale a reconhecer que elas superabundam entre nós, aumentando desnecessariamente os custos de transação, engessando os mercados, deformando a […]

Leia mais

Nova Previdência: os vícios clássicos da ignorância e da imoralidade

A recusa de aceitar a Nova Previdência baseada em capitalização, contas individuais e gestão privada, decorre de dois vícios clássicos que afligem o ser humano: ignorância e imoralidade. Ignorância, porque a maioria não sabe que capitalização é melhor que partição; que contas individuais é melhor que um fundo comunitário; e, que gestão privada é melhor […]

Leia mais

Faz sentido falar de neoliberalismo? (segunda parte)

Esse artigo é uma continuação de Faz sentido falar de neoliberalismo?. James Buchanan e seus colegas de atividades que conceberam a Escola das Escolhas Públicas (Public Choice) ajudaram-nos a religar economia e política, esclarecendo-nos a respeito de várias relações entre ambas. Esclarecendo-nos sobretudo sobre o vínculo da democracia com a economia de mercado, e as possibilidades […]

Leia mais

Faz sentido falar de neoliberalismo? (primeira parte)

Conforme tratarei de argumentar a seguir, a meu ver faz sentido falar-se em neoliberalismo. Mas não é no sentido em que o uso do vocábulo se tornou popular. Sua popularização é fruto da campanha difamatória movida internacionalmente pelos inimigos da liberdade contra a evidência histórica cada vez mais clara de que é a economia de […]

Leia mais

A intervenção estatal na Petrobras e a necessidade de liberalizar os mercados e privatizar tudo

Parece que as pessoas não entendem que aumentar, diminuir ou manter arbitrariamente o preço de qualquer produto ou serviço com o uso da coerção é um ato de intervenção no mercado. Na realidade, em se tratando de Petrobras, o ato intervencionista se iniciou quando a empresa estatal foi criada. E não foi qualquer intervenção, foi […]

Leia mais

Corrupção: um dado do problema

O noticiário sobre corrupção passou a fazer parte do nosso dia a dia. Já nem deveria causar surpresa ou disputar os custosos espaços dos jornais ou das televisões. Mas ainda desperta interesse, talvez mais pelos nomes das pessoas envolvidas do que necessariamente pela própria corrupção. O surpreendente não deveria ser a corrupção, e sim a […]

Leia mais

Introdução ao Liberalismo: Diferenças entre o processo democrático e a ordem liberal

A democracia e o liberalismo têm objetivos diferentes: a primeira está preocupada com o problema de quem deve ocupar os poderes coercitivos do Estado, que devem ser do povo e exercidos indiretamente por seus representantes; os liberais estão mais preocupados em reduzir os poderes do Estado. Daí a importância capital que os democratas dão à […]

Leia mais

Por que o paternalismo trabalhista é péssimo para o Brasil?

  Nossas leis trabalhistas estão reunidas na chamada CLT. Foram inspiradas na Carta del Lavoro do fascismo italiano e surgiram em nosso país na ditadura de Vargas, da mesma maneira que surgiram na Argentina na ditadura peronista. A nossa Constituição de 1988 sanciono06u as leis laborais de Vargas; nos dois casos impera a visão paternalista do […]

Leia mais

A Política Econômica do Regime Militar (primeira parte)

A popular narrativa sobre o regime militar retrata a política econômica do período como um conjunto de medidas pertencentes ao espectro político da direita. Devido às características anticomunistas do movimento civil-militar de 1964 e à reaproximação do Brasil com os Estados Unidos após o período da “política externa independente”, convencionou-se na opinião popular em aproximar o […]

Leia mais

Caça aos CEOs?

As tragédias recentes vêm pondo holofotes em uma questão delicada. Há uma verdadeira caça aos CEOs (ou Presidentes de organizações), como se eles fossem onipotentes e onipresentes – quase divindades. O caso da Vale em Brumadinho é o primeiro exemplo. O incêndio no CT do Flamengo, outro. Em ambos, é crucial avaliar a situação dos […]

Leia mais

A PEC 002/2015 e seus trágicos efeitos

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, na noite de ontem (26/03/2019), em dois turnos de votação, a proposta de emenda à Constituição que determina a execução obrigatória de emendas parlamentares de bancada.  A PEC altera o conteúdo dos artigos 165 e 166 da Constituição Federal. Deve-se admitir, a bem da verdade, que limites severos […]

Leia mais

O que é e o que não é um capitalista

Ser capitalista não se resume à acumulação de capital. Na realidade, acumular capital é a parte menos importante da atividade de um capitalista. Acumular capital para um capitalista é o mero resultado da atividade de criar valor para si através da criação de valor para outros em processos inovativos, cooperativos e de trocas voluntárias para […]

Leia mais

A gestão de Ilan Goldfajn no Banco Central

Encerrou-se há pouco a gestão do Ilan Goldfajn na presidência do Banco Central. Ilan, sem sombra de dúvidas, cumpriu muito bem seu papel na autoridade monetária, encerrando seu mandato com a taxa Selic no menor nível da história; inflação próxima / abaixo da meta; expectativas de inflação, inclusive para prazos mais longos, ancoradas nas metas. […]

Leia mais

O Pensamento de Frédéric Bastiat

Claude Frédéric Bastiat (30/06/1801 — 24/12/1850) foi um economista, jornalista e parlamentar francês. A maior parte de sua obra foi escrita durante os anos que antecederam e que imediatamente sucederam a Revolução de 1848. Nessa época, eram grandes as discussões em torno do socialismo, para o qual a França pendia fortemente. Como deputado, teve a oportunidade […]

Leia mais

Adam Smith e o massacre de Suzano

Explicações absurdas e tolices irrefletidas foram a tônica depois do atentado em Suzano. Uns culparam as armas, outros a falta delas. Houve quem apontasse o dedo para os videogames, as armas de brinquedo, o cinema, a TV, o bullying. Mais próximos da realidade estiveram aqueles que miraram em problemas psíquicos, como sociopatia e outros. Coincidentemente, […]

Leia mais

Série heróis da liberdade: James Madison

O homenageado de hoje na série ‘Heróis da liberdade’ é James Madison (16 de março de 1751 – 28 de junho de 1836), um dos pais fundadores dos Estados Unidos da América e quarto presidente daquele país. Madison é considerado o “Pai da Constituição” por seu papel fundamental na elaboração e promoção da Constituição dos […]

Leia mais

O Brasil é um país desanimador: STJ torna ilegal a taxa de conveniência em ingressos

Salta à vista que enfoques econômicos triviais passaram ao largo da análise paternalista e proibicionista de suas excelências. Será que eles acham realmente que a cobrança se deve a algum tipo de malandragem empresarial contra os pobres coitados e indefesos consumidores? Ademais, a empresa em questão é um caso de sucesso num país carente de […]

Leia mais