Mercado, livre mercado e o papel do estado

Mercado é um processo organizado organicamente onde, de forma voluntária e espontânea, os indivíduos interagem entre si para trocarem o que possuem pelo que querem adquirir.

Uma das maneiras de fazer o processo de mercado funcionar é o comércio, não importando se ele é doméstico ou internacional.

Não existe livre mercado quando o governo regula o comércio doméstico, o comércio internacional ou, muito menos, quando ele regula ambos.

Livre mercado é o mercado livre da coerção representada pela iniciação do uso da força ou de fraude, seja essa coerção promovida pelo governo ou por particulares.

Leia também:  O discurso de ódio até contra os arrependidos

Não é função do governo estabelecer o mercado, mas é sim sua função permitir que o livre mercado se instaure ao coibir que a coerção, entendida como iniciação do uso da força e de fraude, nele se instale.

Governo que inicia o uso da coerção para impor normas regulatórias positivas ou impostos, seja sobre as transações domésticas ou internacionais, está praticando exatamente o que ele deveria impedir: a instauração da violência no mercado, fazendo com que ele deixe de ser livre.

Ajude o Instituto Liberal no Patreon!
Roberto Rachewsky

Roberto Rachewsky

Empresário e articulista.