fbpx

Algumas lições de Calvin Coolidge

Meu homenageado de hoje da série ‘Heróis da liberdade’ é Calvin Coolidge, o único presidente da história americana nascido em 4 de julho. É justo que ele tenha essa distinção, uma vez que Coolidge – mais do que qualquer outro Presidente do século 20 – incorporou uma dedicação aos princípios que os Fundadores lutaram para estabelecer na Revolução Americana. Durante seu governo, ele desregulou o mercado, baixou a dívida nacional em 1/3 e não interveio no setor privado. Sob seu governo, o crescimento econômico foi tão extraordinário que produziu um enorme superávit orçamentário, permitindo inclusive que ele baixasse alguns impostos.

“Não espere erguer o fraco derrubando o forte.”

“Civilização e lucros andam de mãos dadas.”

“Quando o direito do indivíduo à liberdade e à igualdade é admitido, não há como escapar da conclusão de que ele sozinho tem direito às recompensas de sua própria indústria. Qualquer outra conclusão implicaria necessariamente em privilégio ou servidão.”

“Exigimos toda liberdade de ação e esperamos que o governo, de algum modo milagroso, nos salve das conseqüências de nossos próprios atos.”

“Uma das primeiras lições que um presidente precisa aprender é que cada palavra que ele diz pesa uma tonelada.”

“Eu quero que as pessoas trabalhem menos para o governo e mais para si mesmas. Eu quero que eles tenham as recompensas de sua própria indústria.”

“Não há justificativa para a interferência pública em assuntos puramente privados.”

“Você não pode aumentar a prosperidade taxando o sucesso.”

“Em última análise, direitos de propriedade e direitos individuais são a mesma coisa.”

“Você não pode demonstrar maior sabedoria do que resistir a propostas de legislação desnecessária.”

“É muito mais importante revogar as leis ruins do que aprovar as boas.”

“A liberdade não é coletiva, é pessoal. Toda liberdade é liberdade individual.”

“Não há como escapar do fato de que, quando a taxação de grandes receitas é excessiva, elas tendem a desaparecer.”

“Nada é mais fácil do que gastar dinheiro público, que parece não pertencer a ninguém.”

“Não importa o que alguém possa dizer sobre fazer os ricos e as corporações pagarem impostos, no final eles saem das pessoas que trabalham”.

João Luiz Mauad

João Luiz Mauad

João Luiz Mauad é administrador de empresas formado pela FGV-RJ, profissional liberal (consultor de empresas) e diretor do Instituto Liberal. Escreve para vários periódicos como os jornais O Globo, Zero Hora e Gazeta do Povo.