Apoio ao Manifesto?

Rui_Falcao_imagemFolha

Rui Falcão, presidente do PT

O PT, o autoproclamado “partido dos trabalhadores” (?) divulgou nota de apoio ao Manifesto, distribuído na semana passada, que condenava a Operação Lava Jato como uma espécie de perseguição ao Partido.

O Manifesto do PT tem caráter nacional, vale dizer, foi assinado por advogados petistas do Brasil inteiro. O número de assinaturas – 105 – foi surpreendentemente muito baixo, mesmo considerando-se o baixo nível cultural que predomina no País. O número de advogados que militam no País e o número das Escolas de Direito existentes deveriam pressupor um número muito mais elevado de assinaturas se a questão tivesse alguma relevância.

Leia também:  Chernobyl e o império da impostura

O que ocorre, ao contrário, é que a Lava Jato engloba um número cada vez maior de condenados. A manifestação, pelo número irrisório de assinaturas, foi um verdadeiro tiro no pé. O PT precisa pensar melhor antes de se lançar em mal cuidadas aventuras editoriais. Definitivamente, não é um partido que se distinga dos outros partidos pelo brilho intelectual de seus integrantes. Mas não precisa deixar isso tão óbvio.

[divide]

Veja também:

Juízes e procuradores criticam carta de advogados contra a Lava Jato

fonte da imagem: Folha de São Paulo

Gostou do texto? Ajude o Instituto Liberal no Patreon!
Leia também:  Doutrinados existem em todo o espectro ideológico

Comentários

  1. Sempre afirmei que o maior inimigo de todo trabalhador são os sindicatos e os partidos políticos; bem como os governos QUE são geridos por uma minoria de oportunistas que se utilizam do “seu falático status quo” para enganar e explorar a imbecilidade de todas as classes trabalhadoras DEFENDENDO suas espúrias causas; que não perceberam que quanto pior, melhor para que eles possam existir com suas milenares campanhas e lutas de classes, que só beneficiam os que já estão no poder apoiados por desocupados, vagabundos, puxa-sacos e carregadores de bandeiras. A prova esta aí com a flagrante derrota da classe dos advogados, que temem perder faturamento se o povão acabar de vez com estas disputas ideológicas cujo único objetivo é manter a subsistência dessa “odiosa classe de defensores do mal” para se enriquecerem às custas destes eternos e irresponsáveis movimentos em favor da manutenção da roubalheira. Sintetizando só os prejudicados é que tentam manter a situação como está, sob a lógica do Sindicato dos Advogados do Brasil, que tem como LEMA: “SE A CORRUPÇÃO ACABAR, NÓS VAMOS VIVER DO QUE?!”.

  2. Se eu clicar nos links indicados acima, Nota de Apoio e Manifesto, você garante que meu computador não será infestado por um vírus ?