“Ainda não dá para entender”

Funcionários dos Correios tentam evitar por meio de uma batalha judicial e de greves que os participantes do Postalis, fundo de pensão da estatal, tenham redução de um quarto nos seus salários a partir de abril de 2015 pelo período de 15 anos e meio.” (Estadão, 23/03/2015, com grifos da Época/Negócios)

Postalis_Boletim_dezembro_14As notícias do andamento patrimonial do fundo Postalis, tecnicamente o fundo de aposentadoria e pensões dos funcionários dos Correios e Telégrafos, revelam que o fundo está quebrado.

Ora, existem parâmetros e regras definidas para a proteção das economias dos funcionários de estatais visando exatamente o risco de quebras. As aplicações do fundo de pensão são sempre prudentes desde que vão pagar pensões e aposentadorias de quem trabalhou e poupou a vida inteira e agora pretende, com todo o direito, descansar e aproveitar com dignidade a sua terceira idade.

Pois bem, o nosso Postalis aplicou recursos no fundo de pensão da Venezuela (de Chávez, Maduro e tais). Obviamente, esses fundos venezuelanos não têm como reembolsar o Postalis e muito menos pagar os aposentados dos nossos Correios. Eu acho que o caso é de polícia. Não dá para entender o procedimento dos gestores do Postalis. A não ser por viés político ou burrice crônica. Ambos intoleráveis.

[divide]

Leia também:  A Vale desconhecia o tamanho do impacto econômico de um desastre como o de Brumadinho?

Veja também:

Em fraude milionária, gestora do Postalis altera preço de títulos com tinta corretora

É revoltante ter de pagar essa dívida, diz funcionária dos Correios

O rombo do fundo de pensão dos Correios não é problema nosso, mas de seus associados

 

imagem: site do Postalis; links atribuídos pela Editoria
Gostou do texto? Ajude o Instituto Liberal no Patreon!
Leia também:  Não abriremos mão do liberalismo de Paulo Guedes

Comentários

  1. Tudo esta quebrado.
    Os investidores são como agiotas que emprestam para que seus devedores paguem os juros de seus emprestimos. Os Estados consomem quase toda a poupança existente e não têm como quitar tal dívida. Afinal, os Estados não têm como gerar riqueza e poupar – é da natureza politica que não haja excedentes, pois que corromper setores e formar exércitos militantes a favor do Poder estatal é a sua natureza (cada 100 funças fabrica-se 95 socialistas e 5 simpatizantes …rs).
    Quando fabrica-se dinheiro sem lastro (digita-se em contas), os que recebem do governo falsário adquirem um poder de consumo que somado irá resultar maior que os bens e serviços disponíveis. A poupança dos que produzem é assim consumida e esterilizada pelos consumidores que o governo fabrica e estes jamais repõem o que consumiram (afinal, receberam poder de consumo sem lastro). Trata-se de uma “corrente da felicidade” ou pirâmide onde os participantes acreditam que UM DIA poderão receber os lucros de seu investimento. Ocorre que quanto mais participantes mais se habilitam a receber lucros num futuro impresvisível. Enquanto há uma maioria de contribuintes é destas contribuições que se paga o lucro da minoria, PORÉM em tais correntes e pirâmides nenhuma riqueza, bem ou serviço, é criado e PORTANTO não há como pagar lucros e É CERTO que um dia a corrente começará a romper-se cada vez mais rapidamente até que o prejuizo dos otários não possa mais ser negado. A questão pode ser vista pelo macro: não há como pagar lucros aos investidores todos se não é criada nenhuma riqueza através do investimento. Assim, odo o montante possível é exatamente a soma das contribuições e se alguns alferiram lucros (consumiram o que não produziram ou contribuiram) OUTROS arcarão com os prejuizos.
    A contenção da inflação via moeda falsa comprando mercadoria falsa no mercado futuro dos derivativos não resolve a questão. Chegará um dia que tal não mais se sustentará e muitos descobrirão que suas fortunas são virtuais e não reais porque não há como conceder-lhes consumo. O grande TOMADOR de EMPRESTIMOS e FALSIFICADOR de moeda não gera riquezas e os investimentos para facilitação de tal geração são sempre pífios em comparação a seu consumo.
    Bens e serviços virtuais como lastro conseguem empurrar o desfecho para o futuro, mas como nas correntes da felicidade ou pirâmides haverá rompimentos e desabamentos até que não mais seja possível esconder a FRAUDE construida em cima de falácias ou falsas lógicas que são aceitas por não se analisar o macro que demonstra que não há como pagar lucros a todos os contribuintes se nenhum REAL excedente é gerado, mas apenas uns obtendo renda/lucro através da contribuição de outros.
    Muitas fortunas virtuais simplesmente desaparecerão quando alguém gritar, não que o rei esta nu, mas que as fortunas são de papel.
    Aliás, a fabula do Rei nu é extraordinária ainda mais do que todas as outras também extraordinárias em comunicar realidades através de estórias de fácil compreensão que infelizmente não são tomada para uma análise da realidade que querem explicar.

    Disse Einstein: “Só duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana, mas não tenho certeza sobre a primeira.”

    São duas coisas que o humano não consegue se desvencilhar, uma é o “EU ACHO” e a outra é o “EU QUERO”!
    …rsrs

  2. Ora, se o fundo esta quebrado e porque o PT com seus sindicalistas avidos de enriquecimento ilicito, roubaram o que havia la. Certo? Entao nao ha mais nada a dizer a nao ser que esses individuos dever ser investigados, condenados e obrigados a devolver tudo com correcao monetaria. Eles alegam que aplicaram o dinheiro em lugares como Venezuela, Argentina e outras ditaduras ja falidas. Ora sabendo disso esse imbecil petralha aplicou, entao que devolva do seu bolso aquilo que entregou limpinho para os enttregou aos ditadores Chaves, Maduro e Cristina Kirchner. Ora, os Fundos de Pensao nao eram propriedade dele mas dos empregados dos Correios. Ele usou de ma fe entregando esse dinheiro pois sabia que esses paises eram “barcos a deriva” e afundariam a qualquer momento. Mas observem o luxo e mordomia que esses governantes tem. Portanto devolucao, ja. Para mim, ele nao comprou acoes desses paises coisa nenhuma, ele embolsou o dinheuro e falsificou papeis, ja que tudo no PT e falso, tanta e a certeza da impunidade que eles tem

  3. A senhora Dilma simboliza com toda a perfeição o que significa a palavra “INGRATIDÃO.” Esta é a retribuição covarde que ela dá aos pobres carteiros que se desdobram para poder entregar as nossas correspondências em dia. Faça sol, ou faça chuva, lá estão eles caminhando a caminhada da responsabilidade em cumprir as suas tarefas diárias. Ela, e os seus aliados que, também foram beneficiados pelos carteiros, principalmente pelos carteiros de Minas Gerais que, mesmo contra a vontade de alguns que não concordavam com as irregularidades que estavam sendo cometidas, tiveram que se submeterem às ordens da chefia. E entregaram milhões de panfletos políticos do PT que, inclusive segundo o que se publicou na Imprensa, não pagou pelos serviços. Na ocasião dos fatos, outubro de 2014, muitos vídeos feitos por particulares, em seus celulares, mostravam os carteiros entregando os panfletos, sem o carimbo dos correios. prova de que o serviço não foi pago. Vejam o vídeo do link abaixo. http://oglobo.globo.com/brasil/psdb-vai-entrar-hoje-com-acao-contra-dilma-por-uso-eleitoral-dos-correios-14116124, Onde um Deputado do PT numa euforia que beira a um orgasmo, agradece aos funcionários dos Correios por terem sido tão dedicados nesta desonesta tarefa. E depois leiam a seguir o comentário do Jornal Correio Brasiliense para ficarem melhor informados. Posteriormente este deputado tentando se justificar do “mele” que ele aprontou, disse não estar arrependido, tendo em vista que a reunião fora feita fora do horário de trabalho, e que todos os participantes eram petistas. Tem um aforismo que diz: á males que vem para o bem”. E é exatamente o que esta acontecendo neste momento, principalmente para os Mineiros aprenderem a ter mais cuidado na hora de escolherem os seus candidatos para governar o nosso país. Minas está entre os três maiores colégios eleitorais do Brasil, e com os seus votos podem decidir uma eleição. Infelizmente nesta última eleição, (2014) vocês fizeram a escolha errada. E o aforismo acima vem para nos ensinar que não devemos votar de outra maneira, a não ser com a consciência livre do ranço do ódio, da bajulação, e da troca do voto por benesses governamentais. Agora todos os brasileiros terão que ficarem atentos na hora do seu voto, nunca mais se deixando levar por falácias eleitoreiras próprias dos candidatos desonestos. Se não conhecermos o passado do candidato, por ele ser novo na política, temos que procurar informações à seu respeito sobre qual é a sua formação como profissional, e principalmente como cidadão digno à receber o nosso voto. Já passou da hora de ainda estarmos nos deixando enganar por estes abutres da política. A candidata eleita com apoio massivo dos mineiros, passados apenas três meses de seu segundo mandato, já mostrou à que veio. Basta atentarmos para o pacote de maldades que ela jogou no colo de todos os brasileiros, pagadores dos impostos mais escorchantes no mundo. Só uma dica aos carteiros deste Brasil varonil: Fiquem atentos quando o governo for começar à descontar os 25.98 % dos seus salários. É que como o Deputado do vídeo disse que só estava trabalhando com funcionários dos Correios que faziam parte dos quadros do PT, é bem possível que eles resolvam separar o Joio do Trigo, e considerarem como Trigo somente os que forem petistas, e como o Joio, o restante dos funcionários. E então o desconto venha á recair somente nos salários dos que forem considerados como o Joio da história. Não aceitem passivamente, recorram até ao Papa, caso seja necessário. Qualquer duvida me ligue.