fbpx

A sabedoria de Friedrich Nietzsche

Hoje seria aniversário de Friedrich Nietzsche (15/10/1844 – 25/08/1900). Selecionei abaixo algumas lições do filósofo alemão:

“Ninguém é mais inferior do que aqueles que insistem em ser iguais.”

“Existem dois tipos diferentes de pessoas no mundo, aqueles que querem saber e aqueles que querem acreditar.”

“Poucos são feitos para a independência. Este é um privilégio dos fortes.”

“O Estado é o mais frio de todos os monstros frios, e friamente diz mentiras, e esta mentira sai de sua boca: “Eu, o Estado, sou o povo”.”

“Ninguém fala mais apaixonadamente sobre seus direitos do que aquele que, no fundo de sua alma, duvida que tenha algum”.

“Desconfie de todos em quem o impulso de punir é poderoso.”

“Mais do que qualquer dano que o mal possa causar, o dano causado em nome do bem é o dano mais prejudicial.”

“Liberdade é a vontade de ser responsável por nós mesmos. É preservar a distância que nos separa dos outros homens.”

“Não se deixe enganar: Grandes mentes são céticas.”

“O que quer que o estado diga é uma mentira; o que quer que tenha é um roubo: tudo é falso nele, um monstro roedor, sanguinário e insaciável.”

“Convicções são inimigos mais perigosos da verdade do que mentiras.”

“Das paixões crescem opiniões; A preguiça intelectual permite que estas se endureçam em convicções.”

“Ninguém é tão mentiroso quanto o homem indignado.”

“Toda a humanidade está dividida, como sempre foi e ainda é, em escravos e homens livres.”

“O sinal mais inequívoco de desprezo pelo homem é considerar todos meramente como meios para os próprios fins.”

“A doutrina da igualdade! Não existe veneno mais venenoso: pois parece ser pregado pela justiça, enquanto é o fim da própria justiça.”

“Posições extremas não são sucedidas por moderadas, mas por posições extremas do tipo oposto.”

“Quem luta contra monstros deve garantir que, no processo, não se torne ele próprio um monstro. E se você olhar o suficiente para um abismo, o abismo voltará o olhar para você.”

“Quem não pode obedecer a si mesmo será comandado. Essa é a natureza das criaturas vivas.”

“Não há defesa contra a estupidez.”

“O socialismo é o irmão mais jovem e fantasmagórico do despotismo, que ele quer herdar. O socialismo quer ter a plenitude da força estatal que antes só existia no despotismo. … No entanto, vai mais longe do que qualquer coisa no passado porque visa a destruição formal do indivíduo.”

“Quem eu mais odeio entre a turba de hoje? A turba socialista, os apóstolos chandala, que minam o instinto, o prazer, o sentimento de satisfação do trabalhador com sua pequena existência – que o tornam invejoso, que o ensinam vingança. A fonte do erro nunca são direitos desiguais, mas a reivindicação de direitos “iguais”.”

João Luiz Mauad

João Luiz Mauad

João Luiz Mauad é administrador de empresas formado pela FGV-RJ, profissional liberal (consultor de empresas) e diretor do Instituto Liberal. Escreve para vários periódicos como os jornais O Globo, Zero Hora e Gazeta do Povo.