Quando Bolsonaro entra em conflito com alguém, ele faz trampolim para esse alguém

Me impressiona muito a total falta de capacidade de interpretação de texto da população brasileira em geral.

Recentemente escrevi um texto onde eu afirmo basicamente as seguintes coisas:

(i) que, como presidente, quando Bolsonaro entra em conflito com alguém, ele faz trampolim para esse alguém;

(ii) quando Bolsonaro permite a criação desse antagonismo com alguma figura política de esquerda, ele se torna um presidenciável porque ele passa a ser a figura central de oposição ao presidente naquele momento;

(iii) que ele fez isso ao cair na armadilha do Felipe Santa Cruz, Presidente da OAB.

Bolsonaro cresceu politicamente exatamente porque antagonizava constantemente com figuras proeminentes da esquerda brasileira, na época dominante (em certa época quase hegemônica): Lula, Dilma, Maria do Rosário, Jean Willis, Jandira Feghali, etc…

A melhor maneira de um político de esquerda subir e se legitimar como candidato presidenciável em 2022 é se o Presidente permitir a essa pessoa que antagonize com ele.

Leia também:  Amo meu herói e vou protegê-lo

Bolsonaro não é mais um político escalador. Ele já chegou no topo. Ele é o Presidente. Ele agora é a escada em que os políticos tentam subir.

Isso significa que eu estou defendendo a candidatura de Santa Cruz? Claro que não! Sou um adversário histórico dele na OAB. No entanto, tive de bloquear um bando de imbecis que nada entendem de política, não sabem do que estão falando e ficaram rindo e me xingando.

Isso significa que eu acho que o Santa Cruz será candidato a Presidente? Claro que não! Estou dizendo que com esse movimento ele se legitima a ser um candidato. Isso é ser um presidenciável. Daí a ser um candidato, conseguir construir alianças, galvanizar seu nicho eleitoral, vai uma milha de distância, mas as interpretações de texto impedem de se ver o óbvio.

Leia também:  Precisamos com urgência de um projeto de lei para tipificar o crime de furto de identidade virtual

Isso significa que Felipe Santa Cruz será Presidente do Brasil? Mais longe ainda da realidade. Mas a pedra fundacional do processo foi posta ontem. E para todo esquerdista que Bolsonaro confrontar, essa pedra fundacional será criada para o político em questão.

Eu nem deveria falar isso, mas acho que desenhando fica mais fácil. Como pré-candidato a prefeito de Petrópolis, o que eu mais gostaria é de ver o atual e o antigo prefeito da cidade batendo boca comigo em público. É isso que melhor me legitimará como prefeitável. Tem melhor efeito político do que qualquer obra que eu faça na cidade ou qualquer apoio que eu angarie.

Quando os analistas políticos dizem que “a esquerda elegeu Bolsonaro” ou “a Globo elegeu Bolsonaro” é exatamente por causa desse comportamento de retrucarem e atacarem tudo o que ele falava. Quem deu protagonismo político ao Bolsonaro foram seus opositores.

Leia também:  A cultura da incultura

Bolsonaro vai retribuir o favor? Espero, sinceramente, que não. Mas fez isso com Santa Cruz.

Se você, leitor que está lendo isso, não entende esse recado, então você realmente é um analfabeto político. O seu xingamento apenas expõe com mais clareza a sua limitação intelectual no campo político.

 

Ajude o Instituto Liberal no Patreon!
Bernardo Santoro

Bernardo Santoro

Mestre em Teoria e Filosofia do Direito (UERJ), Mestrando em Economia (Universidad Francisco Marroquín) e Pós-Graduado em Economia (UERJ). Professor de Economia Política das Faculdades de Direito da UERJ e da UFRJ. Advogado e Diretor-Executivo do Instituto Liberal.