fbpx

Propósito, satisfação e arrependimentos

The Great Resignation, ou pedidos em massa de demissão por insatisfação emocional ou crise existencial, também pode ser denominado The Great Lack of Purpose, ou uma profunda falta de propósito na vida.

Aqueles que “chutaram o balde” para não terem que se reintegrar ao ambiente de trabalho ao qual pertenciam antes da pandemia, se encantaram com o trabalho em casa, com reuniões via Zoom, com horários flexíveis, também estão fazendo número para o “The Great Regret”, ou o grande arrependimento de terem jogado fora seus empregos.

Se você quer trabalhar de casa, cumprir suas tarefas apenas quando deseja, beleza. Torne-se um empreendedor e assuma o controle da própria vida. Mas não esqueça que, ainda assim, você terá um chefe, o mercado consumidor, sem falar do fornecedor, e, óbvio, do coletor de impostos.

Estamos em período de inflação, pleno emprego ou pelo menos aumento da oferta de vagas. Hoje você descobriu que pode mandar na sua vida, amanhã pode descobrir que isso não irá sustentá-la.

Fazer o que se quer porque se tem um propósito racionalmente identificado, que une criação de valor com renda e prazer, é uma coisa. Outra coisa é se deixar levar por caprichos e emoções como um adolescente deslumbrado.

Existe The Great Resignation, The Great Regret, The Great Renegotiation, mas também existe The Great Depression, e não estou falando apenas de depressão econômica.

Realidade, razão, auto estima e propósito são fatores sem os quais ninguém constrói o caminho da felicidade.

Roberto Rachewsky

Roberto Rachewsky

Empresário e articulista.