Por que o PT precisa ser banido?

Não tem como falar em acabar com a impunidade no Brasil sem antes proscrever o Partido dos Trabalhadores.

“Por que proscrevê-lo se estamos numa democracia?”, perguntaria alguém.

Porque o PT não é um partido, é uma organização criminosa que se estruturou para saquear a população através do governo, como se um partido fosse.

Porque o objetivo do PT nunca foi disputar e exercer o poder através do jogo democrático.

Porque o objetivo do PT sempre foi corromper e enfraquecer a sociedade, moral e economicamente, para controlar a mídia, os intelectuais, os acadêmicos e os empresários, alimentando comparsas e companheiros de tramoias, entre eles, corporações empresariais, sindicatos e ditadores estrangeiros.

Leia também:  Aumentar a taxa de poupança e expandir a rede de proteção social: a encruzilhada de Ciro Gomes

Porque o objetivo do PT incluía perverter e degradar as instituições, acabando com a separação dos poderes e com a representatividade parlamentar, além de subornar a oposição no parlamento e aparelhar todas as esferas administrativas do governo para tornar realidade o seu projeto tirânico de poder.

Dizerem que querem acabar com a impunidade sem punir exemplarmente o PT a partir da sua proscrição é apenas mais um discurso retórico do país do “não dá nada”.

Sim, “não dá nada”; podem mentir, trapacear, roubar e assassinar, porque aqui no país do funk, do futebol e da impunidade, “não dá nada”.

Leia também:  A Copa do Mundo não é mais tão popular: a “culpa” é do livre mercado
Gostou do texto? Ajude o Instituto Liberal no Patreon!