Será que a mentalidade extrativista parasitária seguirá intacta no novo governo?

Sonegadores profissionais, cuidado! Os saqueadores profissionais estão atrás de vocês.

Chega a ser patético que o novo secretário da RF trate como sonegadores os que se valem de brechas legais e da morosidade da justiça para reduzirem a escorchante carga tributária que lhes é imposta pelo governo.

Além da complexidade que cria as brechas (o governo quer se mostrar esperto), além das alíquotas elevadas que inviabilizam os negócios e a própria vida (o governo é ganancioso), além da irracionalidade e imoralidade das leis (daí o número de processos na justiça), o governo quer culpar a vítima por sua própria incompetência de lidar com o volume de demandas apresentadas ao judiciário.

Pelo visto, a mentalidade extrativista parasitária seguirá intacta, mesmo com o governo sob nova direção.

Leia também:  Como o Estatuto do Desarmamento prejudicou os Clubes de Caça e Tiro

Se o fisco quisesse diminuir de verdade a sonegação e as ações judiciais, bastaria trazer moralidade ao seu financiamento tornando-o voluntário.

Mas se não sabem o que é financiamento voluntário do governo, é claro que seguirão mantendo esse sistema imoral que trata quem quer exercer seus direitos à vida, à liberdade, à propriedade e à busca da felicidade como foras-da-lei.

Se não compreendem essa lógica, pelo menos poderiam compreender a terceira lei de Newton que diz que a toda ação sempre há uma reação de mesma intensidade e direção, porém sentidos opostos.

Leia também:  Intervenções estatais nos Estados Unidos e as maluquices da socialista Alexandria Ocasio-Cortez

Se não querem tanta resistência, tratem de reduzir a ação coercitiva que quer tirar dos indivíduos o que lhes pertence de forma inalienável.

Gostou do texto? Ajude o Instituto Liberal no Patreon!